Economia

Alfeizerão. “Atelier do Doce” combina doçaria tradicional e moderna

Atelier do Doce Catarina e Rui_site

Um irresistível aroma, de qualquer coisa doce, acabadinho de sair no forno, é o que se sente ao entrar no “Atelier do Doce”, em Alfeizerão. Catarina Saraiva, filha do mestre pasteleiro Saraiva, conhecido pela longa tradição nesta arte, seguiu as pisadas da família e abraçou este ofício, dando-lhe um toque pessoal. É ela, o marido Rui Marques e cerca de 50 funcionários, que duplicaram de há 10 anos para cá, que fazem do “Atelier do Doce” um nome de referência na área da pastelaria. “O nosso negócio principal era a grande distribuição”, explica Catarina Saraiva, “mas as pessoas começaram a bater-nos à porta a pedir para vendermos uns bolos. Há dois anos, abrimos ao público e o espaço foi crescendo; neste momento, até já estamos a pensar ampliar a parte da cafetaria”, conta a proprietária. Um lounge café, naquele lugar com vista para a Serra dos Candeeiros, será a oferta que irão combinar, com os preços atrativos e a qualidade dos produtos. Qualidade que vai desde as receitas tradicionais, que eram do pai e que a Pastelaria Saraiva sempre fez, como a bola de Berlim, um dos seus “casos” de sucesso, até à parte de desenvolvimento do produto, como as oito qualidades de bolo-rei e várias medalhas em concursos da especialidade, ou os bolos mais artísticos de cake design. Oferta a que se junta o tal aroma de algo doce a sair do forno, que convida a entrar e a ficar.

IMG_4426

 

> PARA IR

Rua da Escola, Casal do Amaro, Alfeizerão. Telefones: 262 509 337 e 918 778 618, de segunda a sábado das 8h30 às 19h00, encerrando ao domingo. Preços: pastelaria diversa, desde €0,50; bolo de aniversário desde €11,00 o quilo. Número: em 2017, no pico do verão, produziram 30 mil bolas de Berlim por dia.

 

IMG_4413

 

Outras notícias em Economia