Atual

Associação Recreativa de Chiqueda mostra fotografias do lugar desde 1934 até aos nossos dias

carolas-chiqueda-(3)_site

Este é um pequeno excerto do poema “Aldeiazinha”, assinado e partilhado por um residente de Chiqueda, em Aljubarrota. Palavras que descrevem na perfeição o sentimento que levou à exposição fotográfica sobre a localidade, organizada pela Associação Recreativa de Chiqueda. Uma mostra com mais de 500 fotografias retratando temas e factos históricos da região e do clube: rostos da terra, apontamentos etnográficos, entre outras preciosidades. “Como uma imagem das cheias da década de 60, onde as ruas de Chiqueda parecem fazer parte do rio Alcoa”, destaca o presidente da associação, José Conde. “A iniciativa”, explica Célia Sampaio, membro da associação, “definida no nosso plano anual de atividades, resultou numa recolha porta à porta, com uma adesão surpreendente da população que nos fez chegar tais memórias”. Realçar essa riqueza patrimonial foi o passo seguinte. Assim se foi «vestindo» o salão do clube, não apenas com as imagens, mas «casando-as» com cenários ilustrativos, como a recriação da escola de antigamente ou a lavagem da roupa no rio. Duas motas, carros antigos e um barco fazem ainda parte desta confluência de memórias, que une épocas e gerações. “Algumas mais familiares que outras”, acrescenta Emídio Silva, que pertence também à associação. A completar esta viagem no tempo, está a oferta de visitas guiadas aos moinhos de água de Chiqueda, “para as quais já temos marcações”, acrescenta Célia Sampaio. Com apoio da Junta de Freguesia de Aljubarrota; Câmara Municipal, Bombeiros Voluntários e Dadores de Sangue de Alcobaça; e Expoeuropa, entre outras entidades e amigos da associação, a mostra pode ser visitada até 2 de abril, nos dias úteis das 14 às 21h30 e, ao fim de semana, das 14 às 23h00. Por tudo isto e muito mais, a não perder.

Outras notícias em Atual