Atual

Movimento. Associação de Escoteiros de Portugal chega a Évora

Grupo 2

“Na freguesia de Évora de Alcobaça existe pouca oferta para ocupação dos jovens, para além da escola. Se os pais quiserem que os filhos tenham alguma atividade têm que vir para Alcobaça”, defende Raquel Rocha, a responsável de um novo projeto na freguesia. “Esta é a principal razão para a abertura de um grupo de escoteiros* em Évora de Alcobaça, mas não só. O facto de alguns elementos terem tido a experiência de escutismo, através do Corpo Nacional de Escutas, e de não existir nenhum grupo da Associação de Escoteiros de Portugal, ajudou a concretizar este projeto”, acrescenta. A subchefe Cristina Rocha adianta: “já temos muitas pré-inscrições, perto de 35; fizemos uma apresentação do grupo à comunidade, onde explicamos o projeto e o seu objetivo, que foi muito bem aceite”.
Catarina Carmo, responsável pelos serviços administrativos, explica que recolheram as inscrições e “vimos as divisões que iríamos abrir. Neste momento, temos duas divisões – a alcateia, dos 7 aos 11 anos; e a tribo, dos 11 aos 14 anos –, mas os meninos estão muito entusiasmados”. Martim Carmo, que será lobito, é o rosto desse entusiasmo, dizendo que espera muita aventura e diversão.

* Esta a designação dos membros da Associação dos Escoteiros de Portugal, distinta dos escuteiros do Corpo Nacional de Escutas – Escutismo Católico Português, pertencente à Igreja Católica.

(Saiba mais na edição em papel e digital de 11 de janeiro de 2018)

Outras notícias em Atual