Atual

Uma galeria em Lisboa com assinatura de beneditense

DSCN1201_2

A rua não é a mais movimentada de Lisboa, passa ao largo da enchente estival na capital portuguesa. Se a entrada do prédio é despojada, a galeria Bangbang do beneditense Gilberto Colaço e de Catarina Lira Pereira dá as boas- vindas aos visitantes com uma interpelação visual e física: no primeiro piso, as paredes brancas revelam a instalação de Carlos Nó – uma barreira. É uma das peças da exposição Arame , patente até ao final de julho na galeria de arte da rua Almeida Amaral.

A galeria abriu portas em 2013 com a exposição “Tiro no Escuro”. Catarina, natural de Paredes de Coura, e Gilberto, da Benedita, conheceram-se na faculdade, no Porto. Foram ambos professores de artes no ensino básico, mas “durante pouco tempo”. O início do seu percurso artístico deambulou entre exposições por outras galerias, a par de uma soma de concursos. Para os profissionais, “a avaliação depois da faculdade”, segundo Catarina.

(Saiba mais na edição em papel e digital de 27 de julho de 2017)

Outras notícias em Atual