Opinião

A propósito de envelhecer, já deste conta que só envelhece quem está Vivo?!

Envelhecer é sinónimo de história e de estórias. Muitas memórias e rugas para contar.
É um estado, por excelência, de sabedoria. Muito graças, talvez, à Escola da Vida! [com cábulas dos mais velhos e tudo, que procuram continuamente abrir caminho, como se fosse possível viver cada desafio pelo outro]. Muita adaptação e mudança. Resiliência.
Muitos sonhos. Conquistas. Frustrações. Percas e partidas. Idas e vindas. Dores e sabores. Filhos. Talvez netos. Vizinhos. E um LAR.
Envelhecer pode até ser Mágico. A Amar! E se tu e eu assim fizermos Acontecer!
Envelhecer é também tempo e espaço de Valores e de Crenças. Do próprio e dos que o rodeiam. Da família. Da Comunidade. Do Lar que acolhe. Do próprio ser que envelhece (cada um de nós, portanto).
Envelhecer é estar Vivo! E quando se está Vivo há um mundo de escolhas mágicas à espera de serem vividas. Sentidas. Experienciadas. É que cada idoso é afinal um potencial em si mesmo.
É tempo de lhe facilitarmos essa descoberta de si também nesta idade e ajudarmos apaixonadamente a despertar o seu melhor e a fazer acontecer uma vida feliz. A cada um, na sua diferença. E a todos enquanto grupo. Comunidade.
É que na verdade, é na conjugação do Nós que deixamos de estar sós.
Contamos Contigo para tornar possível esta aventura!
Um abraço caloroso, em gratidão, por tantos velhos que me dão tanto!

Outras notícias em Opinião