Alcobaça. Ministra da Saúde destaca a importância do humanismo na morte

Catarina Reis
Jornalista

Foto por Catarina Reis

“Tratar a pessoa como pessoa e responder também com dignidade, com humanismo e conforto, no momento morte”, destacou hoje, dia 19 de março, a ministra da Saúde, Marta Temido na inauguração da unidade de internamento de cuidados paliativos, no Hospital Bernardino Lopes de Oliveira, (HABLO) em Alcobaça, a primeira no distrito de Leiria. Uma unidade que para Licínio de Carvalho, presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Leiria, que integra o hospital de Alcobaça, representa uma resposta “multidisciplinar com elevada preparação técnica e grande sensibilidade para a humanização dos cuidados, assegurando aos doentes vida até ao fim”, conferindo assim “acrescida dignidade assistencial a doentes altamente vulneráveis”.

Garantir uma equipa domiciliária de cuidados paliativos em Leiria é a próxima etapa deste serviço.

Durante a visita da visita da ministra, assinalou-se também a entrada em funcionamento da ambulância de suporte imediato de vida (SIV) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) no hospital local Bernardino Lopes de Oliveira.

A intervenção na ala de cuidados paliativos foi cofinanciada em 85% pelo quadro comunitário Portugal 2020, e contou ainda com uma doação de 75 mil euros por parte do Município de Alcobaça por via de um protocolo assinado em outubro de 2019. A a autarquia atribuiu ao todo um montante global de 100 mil euros ao HABLO que reverteram quer para a unidade de cuidados paliativos quer para a instalação da Ambulância SIV.

(saiba mais na edição de 25 de março)

Catarina Reis
Jornalista

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found