Opinião

Banner - OPINIAO afonso luis aposentado

Alcobaça

Quem duvida ser Alcobaça terra de encanto? Já Virgínia Vitorino dizia ser esta a terra mais linda do mundo. Os anos vão passando e, às tantas, temos tendência a fazer comparações. Comparar Alcobaça com o que foi, compará-la com os burgos vizinhos. Este é um exercício que tenho feito ultimamente. Espartilhada entre Leiria e Caldas da Rainha, não podemos estabelecer comparações, dado que estas são cidades de outra galáxia. Óbidos, pelas suas particularidades, a Carcassone portuguesa, também não entra nestas contas. A Nazaré, como praia, fica igualmente excluída. Resta-nos outros burgos. Quem viu Rio Maior para aí há quarenta anos, ficou com a ideia de uma aldeola. Hoje é uma cidade interessante, progressiva, com um plano urbanístico bem pensado, bem definido e bem executado. E a Universidade do Desporto a transmitir-lhe vida. Porto de Mós regista notório desenvolvimento, tanto do ponto de vista urbanístico, como no plano cultural. Ainda agora, nas comemorações do Armistício da Grande Guerra, promoveu eventos interessantes, na vila. A Marinha Grande não sofre os efeitos da proximidade de Leiria, pois a sua indústria e os seus empreendedores colocam a cidade num patamar de evidência.
No entanto… no regresso daquelas terras a Alcobaça, é bom atravessar a Praça da República, repousante chegar à Praça D. Afonso Henriques, “acampar” no Rossio e contemplar o Mosteiro. E se esse regresso ocorrer na altura do grande acontecimento que é a mostra dos Doces Conventuais, ficamos com a alma cheia. E sentimo-nos ilibados de qualquer eventual basófia proferida sobre a nossa terra, como aquela peta que há um bom par de anos preguei, a bordo de um avião, antes da descolagem do aeroporto de Taipé, na Formosa. Como música de fundo, começa-se a ouvir “Quem passa por Alcobaça”. Virei-me para o meu companheiro de viagem, um chinês amigo, e disse-lhe: “Ouve, esta música é portuguesa, e tem por título Alcobaça, que é a minha terra natal.” Responde-me: “A música é linda.” Aí, eu não me contive: “E a terra também. Se não fôssemos aterrar em Hong Kong, e o avião voasse até lá, verias como a terra é linda.” Ripostou: “Ena, pá. Tem aeroporto e tudo, hein!?” “Pois claro!”, respondi.

Outras notícias em Opinião

  • Francisco e Bento XVI publicam um livro em parceria

    Os autores são Papa Francisco e Bento XVI, o título é “Não façam mal a nenhum destes pequeninos. A voz de Pedro contra a pedofilia”.…

  • Princípio do «Bem comum»

    A seguir à dignidade humana, o segundo princípio fundamental da doutrina social da Igreja (DSI) respeita ao bem comum, isto é: o conjunto de bens…

  • Perfume de poesia na Igreja Católica

    No próximo dia 5 de outubro, a Igreja passará a contar com mais 13 novos cardeais. Um deles é o português José Tolentino Mendonça, um…

  • Opinião. O elixir da vida eterna

    É mesmo simples: «Quem come a minha Carne e bebe o meu Sangue tem a vida eterna, e Eu ressuscitá-lo-ei no último dia» (Jo 6,…

  • Um caminho por baixo de terra

    Inesperadamente (29 de Junho), o Papa Francisco entregou ao Patriarca Bartolomeu, de Constantinopla, nove fragmentos ósseos de há dois mil anos, provenientes de uma tumba…

  • Casa Museu Vieira Natividade para quando?

    Há uns meses equacionou-se a possibilidade de estabelecer um protocolo entre a DGPC (entidade que gere o Mosteiro de Alcobaça) e o Município de Alcobaça…

  • Voltaram os profissionais da greve

    Quando as televisões interpelam os utentes dos serviços atingidos por greves obtêm, em regra e infelizmente, respostas como esta, que registei há dias: “Sinto-me muito…

  • A “armadilha” da autenticidade

    Escrevo este artigo no dia 1 de Julho de 2019. Inicia hoje mais uma semana, mais um mês e mais um semestre, o 2º semestre…

  • O retrato da aviadora

    O melhor retrato de Guadalupe Ortiz de Landázuri é ao lado de um avião, com uma amiga, em 1932. Um biplano da época, com um…

  • Não faz falta “usted”

    Esta semana, fez escala em Lisboa um amigo que não via há muito tempo e tem a sorte especial de ser argentino (com ascendentes portugueses)…