Atual

Alerta. Zonas costeiras de Nazaré e São Martinho em risco

subida da agua

Um estudo científico, publicado a 30 de outubro na revista científica “Nature Communications”, estima que as vidas de 300 milhões de habitantes das zonas costeiras, no mundo, podem estar ameaçadas, com a subida do nível do mar, até 2050.
A questão que já não é de agora e volta a estar novamente em destaque, com a construção do novo aeroporto no Montijo, uma das áreas afetadas. Mas não é apenas este local a sofrer as potenciais consequências das alterações climáticas. Através de um mapa interativo, que faz estas projeções, pode verificar-se que, em Portugal, entre as regiões mais afetadas pela subida do nível do mar, encontram-se São Martinho do Porto, parte de Alfeizerão e Salir do Porto, no concelho de Alcobaça. Na Nazaré, as zonas em risco são as mais baixas como a praia, marginal, porto de abrigo; sendo que os campos da Cela até Famalicão e Valado dos Frades também figuram como potencialmente ameaçados.
O aumento do nível das águas do mar é uma das consequências mais prováveis das alterações climáticas e do degelo dos polos, como assegura um relatório recente, do painel internacional de cientistas que dá assessoria à Organização das Nações Unidas (ONU) nas questões do clima. Apesar de mostrar vários cenários, um dos aspetos mais impressionantes do estudo é que, dependendo das medidas que sejam tomadas agora e da rapidez do degelo, as previsões para 2050 pouco mudam. Neste âmbito, o aumento progressivo da temperatura média em grande parte das regiões do mundo nas últimas décadas é o aspeto mais evidente das alterações climáticas, mesmo que não seja consensual que estas resultem da ação humana.

Outras notícias em Atual