“As Palavras das Cantigas”, de José Carlos Ary dos Santos

Poesia como leitura em confinamento, um desafio para a descoberta ou redescoberta das palavras, de algumas das maiores criações musicais da afirmação da portugalidade, que decorreu metaforicamente entre regimes, os anos finais de um – a ditadura – e a aurora de outro, que debutou nos anos seguintes à revolução de abril de 74.
Uma antologia de poemas de Ary dos Santos, canções desse período que se estrearam na voz de muitos artistas, pinceladas genéticas coletivas da construção da identidade lusa, do “ser português” contemporâneo. Amália, Simone, Tordo entre muitos e o Carlos do Carmo, claro.

Saiba mais na edição impressa e digital de 4 de março de 2021.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found