Associações e grupos lutam contra abandono dos animais

Foto por Daniela Ferreira

A GAPA – Grupo de Amigos dos Peludinhos de Alcobaça tem quatro anos; PataiasPatas está a completar o primeiro aniversário; o Grupo de Voluntários Canil/Gatil do Município da Nazaré existe há oito meses. Todos têm algo em comum: o objetivo de proteção dos animais.
No Dia Mundial do Animal, a 4 de outubro, estes «bons samaritanos» estiveram envolvidos em campanhas de angariação de fundos ou de alimentos. E houve ainda uma «cãominhada» com os melhores amigos do homem.
Elisabete Rodrigues é a responsável pela GAPA e, segundo conta, desde sempre resgatou animais. “As pessoas que gostam mesmo de animais já nascem com isso dentro delas”, defende Elisabete. A GAPA surgiu em 2010, depois de Elisabete se ter mudado para Alcobaça e se ter deparado com um grande número de animais abandonados, tendo chegado a ter 30 gatos em casa. Atualmente tem cerca de 50 cães para adoção que vivem em casa de particulares, porque a GAPA não tem espaço próprio. “Este ano foi terrível, muito pior que o anterior; chegam-nos muitos animais às mãos. Quando os damos para adoção vão esterilizados e vacinados, tudo por conta da associação. E todos os dias recebemos mais chamadas”. Vão sobrevivendo das cotas dos sócios, das doações e angariações que organizam. Mas estão cada vez mais perto de adquirir um terreno com um armazém com capacidade para 100 animais. Além disso, as obras do Centro de Recolha Oficial do Município de Alcobaça, na Almoinha, Bárrio, estão prestes a arrancar.

 

(Saiba mais na edição em papel de 16 de outubro de 2014)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found