Benedita. Há histórias por contar no museu de arte-sacra

São necessários quatro homens para mover a imagem de Nossa Senhora da Encarnação, presente na sala-museu de arte sacra da igreja paroquial. A imagem original, só sai do espaço para a procissão da festa dos padroeiros, em fevereiro, e apenas quando não está a chover, diz o diácono José Freire. Uma imagem que terá chegado à Benedita entre os séculos XVI e XVII.
Inaugurada em 1996, a sala-museu da Igreja Paroquial mostra ao público as peças que faziam parte do espólio da antiga igreja paroquial, demolida décadas antes. O espaço, uma sala na lateral da igreja, mostra paramentos e figuras representativas das devoções locais e do culto católico ao longo dos últimos séculos.
José Freire explica que a identificação das peças foi feita por professores do Externato Cooperativo da Benedita, durante a década de 1990, embora muitas delas careçam de uma melhor identificação, nomeadamente em termos de datação.

(Saiba mais na edição em papel e digital de 8 de fevereiro de 2018)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found