Opinião

Banner_João Luís Pereira Maurício

Biografia de padre beneditense inspira tese de mestrado

O Padre Fernando Machado Maurício nasceu em 1928, na Benedita e faleceu com apenas 35 anos, num trágico acidente, no centro de Alcácer do Sal, quando ia buscar flores para a Igreja Paroquial local.
Frontal e polémico, estudou História da Igreja na Universidade Gregoriana de Roma. A vivência na cidade eterna e o convívio com sacerdotes de todo o mundo marcaram-no profundamente e foi perante esta multiculturalidade que optou pelo ideal da evangelização do Alentejo e pela cristianização dos mais carenciados.
Ao longo dos anos, muitos são os que têm estudado o pensamento e a obra evangélica do Padre Maurício, nomeadamente os Bispos D. António Marcelino e D. Carlos Azevedo, Elisário de Sousa e os seus sobrinhos, para além dos inúmeros textos publicados na imprensa regional e outras publicações de várias dioceses.
Chega agora ao nosso conhecimento a existência de uma tese de Mestrado Integrado em Teologia (1º grau canónico), pela Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa sobre o tema “O Instituto Regnum Dei (1963-1970) – A vivência da caridade na Região Pastoral de Setúbal, na efervescência do II Concílio do Vaticano”. O autor é Rui Miguel Gomes Simão, jovem sacerdote, e a dissertação final desse mestrado foi orientada pelo Professor Doutor Paulo de Oliveira Fontes.
O Regnum Dei foi fundado pelo Padre Fernando Maurício, sonho que nasceu em Roma. Segundo o autor deste trabalho, o instituto religioso foi “uma realidade inovadora na Igreja e um motivo de esperança, particularmente para a evangelização da classe operária”… “um sinal de Deus para a Igreja de Setúbal” e regista “o esforço do Padre Fernando Maurício em querer levar a Boa Nova às zonas consideradas descristianizadas”.
O facto da obra do Padre Fernando Machado Maurício continuar a ser estudada, meio século após a sua morte, é prova da importância do Regnum Dei na evolução da Igreja portuguesa, na questão social, no tempo pós-conciliar.

Outras notícias em Opinião