Opinião

Banner_DuarteMorgado

Breve comentário a partir do Altar do Senhor Ressuscitado (Mosteiro de Alcobaça)

O espanto diante do Ressuscitado… deverá ser a nossa reação diante da certeza de que na nossa paixão vivida em cada dia Ele está lá presente. Desta vez é Ele o cireneu… e nós, mergulhados na Sua vida divina, somos por Ele erguidos, ressuscitados em várias horas do nosso dia.
Por vezes são dias longos, complicados, densos… No entanto está sempre presente uma luz que imana do Ressuscitado que nos diz “A paz esteja convosco”… É aí que o nosso coração repousa e encontra a serenidade, pois afinal em tudo o que existe permanece somente o amor que Ele tem por nós e que nunca nos poderá ser tirado…
Esta foto, do Altar do Senhor Ressuscitado, antigo altar apeado no Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça na década de 1930, revela-nos de forma plástica esse espanto… Numa simplicidade tão grande e ao mesmo tempo num movimento tão expressivo, Cristo ergue-se do túmulo vazio e anuncia: Aqui estou para dar sentido à vossa vida e vos erguer também dos vosso túmulos de cada dia… E os soldados, espantados, eles que dormiam, somos nós, discípulos, que acreditam que guardam a fé, mas que dormimos muito e pouco vigilantes somos… Quando confrontados com a presença do Senhor acordamos, despertamos…e dizemos: Senhor, aqui estamos sem entender todo este mistério e todos os mistérios em que nos envolves, mas aqui estamos… ajuda-nos a sermos capazes de acreditar…mesmo quando os calvários que atravessamos são ora confusos, ora complexos de decifrar.
Em Tempo de Quaresma, deserto onde o silêncio da nossa fome de Deus fala mais alto, sejamos capazes de nos entregarmos ao espanto de cada dia deste Deus que Se fez Homem para caminhar connosco…
Para todos uma saudação na certeza de que aquilo que ainda nos resta e que dá sentido à nossa existência é o amor de Deus, oculto e misterioso…e sem dúvida alguma, espantoso!

Outras notícias em Opinião

  • Lista de compras: uma tarefa para o seu dia

    A população portuguesa, e não só, está a passar por um período extremamente difícil e sensível. A saúde, bem como a saúde, estão em risco.…

  • O que posso fazer para me sentir melhor de quarentena em casa?

    Caro leitor, cara leitora, Durante os últimos dias, tem sido visível a quantidade de notícias que surgem nas televisões e nas redes sociais, sobre o…

  • Testemunho. Uma jovem fala como vive a atual quarentena

    Acho giro como o mundo lá fora anda tão silencioso, as pessoas tão bem-educadas e reservadas. Mas basta um suspiro, um sorriso, um olhar para…

  • Televisão em Alcobaça no início das emissões

    A televisão começou a funcionar regularmente em Portugal em 1957. Mas já há algum tempo se falava do início das emissões, e até se dizia…

  • Nas ruas desertas de Roma

    A imagem tem a força de um filme épico: Francisco caminhando pelas ruas desertas de Roma, para rezar pela cidade e pelo mundo. Saindo a…

  • Papagaios, abutres e gente boa

    As calamidades trazem sempre à tona qualidades e defeitos das gentes que as vivem. Aquela em que nos encontramos já nos “revelou” que há na…

  • Editorial. Extraordinários

    Neste 2020, em cada edição, pessoas extraordinárias em algum aspeto da sua vida, com ligação à nossa região. Os extraordinários desta vez são obviamente os…

  • “Una e santa”

    Pelo menos na Eucaristia de Domingo, no Credo, os católicos confessam que confiam na Igreja una e santa mas, perante a quantidade de protestos que…

  • Vamos açambarcar

    Está aí o Covid-19. Como tantas outras alturas de ameaça de crises, vamos lá a açambarcar. Dei por isto na passada semana quando fui ao…

  • Editorial. Extraordinários

    Neste 2020, em cada edição, pessoas extraordinárias em algum aspeto da sua vida, com ligação à nossa região. Os extraordinários da nossa região são do…