Colmeias: uma obra perdida no tempo

Anita Mateus
Mestranda em História

A Torre das Colmeias localizava-se na pequena povoação de Fervença, que se situa entre Alcobaça e a Maiorga. Esta torre, tal como o Castelo D. Framundo de que já aqui falamos, pertencia à linha defensiva da Lagoa da Pederneira e desempenhava a função de farol.
Inserida na granja das Colmeias, assim denominada pela documentação, esta torre, em tempos medievais, era banhada pela lagoa assumindo um papel de porto. Ali foram recebidos bens essenciais e géneros para abastecer os monges de Cister, como por exemplo, madeira. A conciliar com um meio transporte marítimo, esta torre assumia um fator económico para os antigos coutos alcobacenses.
Desconhecemos a época em que foi construída, apenas temos informação que era uma torre mourisca. Porém, poderá ser do período visigótico como construções coevas. Existem muitas questões sem resposta porque os tempos não preservaram nada físico desta mítica torre. Nem uma exploração arqueológica poderá apurar a fundo a localização exata desta construção.
A única informação que chegou até ao século XXI pelas mãos dos cronistas é que esta torre terá sido destruída pelos meados do século XVIII. Será que foi reaproveitada para outra função? Será que a sua base foi usada para outra construção? Não sabemos. No entanto, é possível imaginar qual era o local da torre com uma bela caminhada pela Fervença, ar livre e um roteiro pelos vários pontos de interesse da zona.

Anita Mateus
Mestranda em História

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found