Lazer

Como ir para fora e gastar pouco… ou nada

VIDA - Couchsurfing

Ir de férias para dentro ou fora do país já não é sinónimo de gastar muito dinheiro em alojamento. A novidade é procurar alojamento num quarto ou numa casa privados, em que o preço chega a ser 80 por cento mais barato do que o que é habitual em casas de férias ou quartos de hotel. Ou então o couchsurfing, em português “Surf no Sofá”, ou simplesmente “surfar” como lhe chama Francisco Sá Teixeira, alcobacense de 25 anos que vive atalmente no Qatar, que já se aventurou a ficar no sofá de um desconhecido. “Fiquei a conhecer o couchsurfing através de uns amigos americanos que em 2010 estudavam comigo na Holanda”, adianta. “A razão pela qual aderi à rede do couchsurf foi porque quando viajo tento conhecer o destino pelo ponto de vista dos locais e integrar-me na cultura local”, acrescenta Francisco, que em 2010 pernoitou duas noites em casa de Han, o holandês que o acolheu em Amesterdão. O Couchsurfing funciona através de um portal na internet, onde se encontram hospedeiros a oferecer a sua casa e viajantes que procuram alojamento nestas condições.

 

(Saiba mais na edição em papel de 24 de julho de 2014)

Outras notícias em Lazer