Opinião

Banner_AcacioCatarino

Fundamentalismos em confronto… e convergência

Os terríveis acontecimentos de 13 de Novembro, em Paris, mostraram o poder do «Estado Islâmico» (EI), marcado pelo fundamentalismo supostamente religioso; digo «supostamente», porque não resulta de uma base religiosa, mas sim da sua deturpação. Ainda não sabemos até onde chegará a sua força brutal, mas existem sérios motivos para recearmos o pior; e temos tanta mais razão para recear quanto esse extremismo tem um forte aliado nos fundamentalismos contestatários europeus, supostamente laicos; digo «supostamente» porque deturpam a laicidade, numa estranha religião que reivindica a perfeição infinita no espaço europeu… e no mundo.
Perante as agressões do EI, os fundamentalismos europeus reivindicam a liberdade, a segurança e o bem-estar plenos: liberdade, para dizerem, fazerem e contestarem tudo o que lhes aprouver, sem quaisquer limites, e se eximirem a todas as responsabilidades; segurança total, sem o risco de sofrerem agressões do EI, ou outras, nem restrições das autoridades nacionais; bem-estar pleno, em que nada falte, sejam quais forem as limitações económico-financeiras. Para alcançarem esta situação paradisíaca, os fundamentalismos europeus reivindicam uma democracia diferente, que se submeta inteiramente ao que eles querem; e reivindicam também que a União Europeia ultrapasse todas as suas limitações, neutralize o EI, e garanta a paz e o desenvolvimento nos territórios em guerra, ferindo de morte aquele «Estado» nas suas raizes. A ambição divinizante dos fundamentalismos europeus traduz-se, assim, na exigência de um espaço europeu que garanta a perfeição político-social infinita; no fundo, exige aquilo que o próprio Deus não pode fazer. Dir-se-á que, a par do fundamentalismo islâmico profundamente agressivo, o europeu é profundamente ridículo; jogam os dois no mesmo sentido… (Continua)

Outras notícias em Opinião

  • O valor do Património Cultural

    “Se destruís o passado, destruís a alma. Ficais sem raízes para corrigir o futuro. Os homens foram notáveis pelo que fizeram de notável”. Palavras colocadas…

  • Princípio da subsidiariedade

    O princípio da subsidiariedade baseia-se na dignidade e autonomia de cada pessoa e família, defendendo que as diferentes organizações privadas, com ou sem fins lucrativos,…

  • Destino Universal dos Bens 2166

    Este é o terceiro princípio fundamental da doutrina social da Igreja (DSI), depois da igual dignidade humana e do bem comum abordados em artigos anteriores…

  • A festa da alegria

    Nestas últimas semanas, a Igreja lançou, em todo o mundo, um projecto renovado de evangelização. Este mês de outubro foi declarado um Mês Missionário Extraordinário,…

  • Rasoamanarivo

    A 7 de setembro, durante a viagem a Moçambique, Madagáscar e República da Maurícia, o Papa fez questão de visitar o túmulo de Victoire Rasoamanarivo,…

  • Francisco e Bento XVI publicam um livro em parceria

    Os autores são Papa Francisco e Bento XVI, o título é “Não façam mal a nenhum destes pequeninos. A voz de Pedro contra a pedofilia”.…

  • Princípio do «Bem comum»

    A seguir à dignidade humana, o segundo princípio fundamental da doutrina social da Igreja (DSI) respeita ao bem comum, isto é: o conjunto de bens…

  • Perfume de poesia na Igreja Católica

    No próximo dia 5 de outubro, a Igreja passará a contar com mais 13 novos cardeais. Um deles é o português José Tolentino Mendonça, um…

  • Opinião. O elixir da vida eterna

    É mesmo simples: «Quem come a minha Carne e bebe o meu Sangue tem a vida eterna, e Eu ressuscitá-lo-ei no último dia» (Jo 6,…

  • Um caminho por baixo de terra

    Inesperadamente (29 de Junho), o Papa Francisco entregou ao Patriarca Bartolomeu, de Constantinopla, nove fragmentos ósseos de há dois mil anos, provenientes de uma tumba…