Hermínio Rodrigues. “É sempre possível fazer mais e melhor”

PERFIL

Nome: Hermínio José da Cruz Augusto Rodrigues

Idade: 51 anos

Naturalidade: Pataias

Formação académica: frequência de Informática e Gestão na Universidade Autónoma de Lisboa

Atividade profissional: empresário do ramo da hotelaria

Lema de vida: O meu slogan ‘Aqui e Consigo’, traduz o meu lema.

Depois de 24 anos como vereador na autarquia, o que tem de novo a dar ao concelho? Receia ser visto como um «político profissional»?

Uma das razões fundamentais para me candidatar à Câmara Municipal de Alcobaça é o gosto pelo serviço público, que me permite uma maior proximidade com as nossas gentes: têm sido 24 anos a servir as pessoas. Como presidente, pretendo dar continuidade ao projeto do PSD, essencialmente no desenvolvimento e projeção das nossas freguesias, da melhoria de qualidade dos serviços municipais e da criação e renovação de infraestruturas que correspondam às necessidades da população. Os 24 anos, enquanto vereador, trouxeram-me experiência e conhecimento que me permitirão desenvolver novos projetos em prol dos nossos munícipes. Faço-o com uma motivação enorme, olhando para o futuro e acreditando que é sempre possível fazer mais e melhor. Temos um percurso que nos deve orgulhar a todos. No entanto, não podemos abrandar e viver dos louros do passado. O mundo, a sociedade e as mentalidades estão em constante evolução. Cabe-nos a todos acompanhar essas mudanças, porque elas são sinónimo de progresso.

Candidatar-se na condição de arguido, no processo relativo à construção do centro escolar da cidade e do pavilhão de Évora de Alcobaça, limita-o?

Não. Este processo começou em 2008 no âmbito da execução da carta educativa do município, na qual estava explícita a necessidade de construção de vários centros escolares no concelho. À época, havia alunos a ter aulas em contentores e não podemos esquecer essa realidade. Mais de 1000 crianças beneficiaram destas condições condignas de aprendizagem. É verdade que a criação da parceria resultou num processo que me constituiu arguido e sobre este processo quero afirmar perentoriamente que estou de consciência tranquila. O meu propósito foi sempre o de defender os interesses do concelho de Alcobaça. Quero deixar bem claro que não me são imputadas, na acusação, quaisquer ilícitos de corrupção ativa ou passiva, nem são elencados quaisquer factos que indiciem ter recebido benefícios ou vantagens patrimoniais. Isto é uma questão de honra, para mim. Nos locais próprios irei mostrar a minha inocência.

Quais as suas prioridades?

O nosso projeto está orientado para a sociedade civil. Prova disso é a candidatura de Carlos Marques à Assembleia Municipal, um homem ligado ao setor empresarial e social na comunidade. A ligação que pretendemos à sociedade civil, assenta em três eixos estratégicos: a Felicidade, o Território e a Economia.

Na Felicidade incluímos a cultura, saúde e bem-estar, o desporto e o apoio social.

 Na cultura, a nossa candidatura pretende promover a capacitação e a participação de todos os munícipes, através da valorização dos agentes culturais locais e a criação de uma rede gastronómica agrícola com novas festividades (como a Festa da Maçã de Alcobaça e o Festival Convivências). Pretendemos, ainda, reforçar iniciativas culturais já com destaque nacional e internacional, nomeadamente o Carnaval, o Cistermúsica e a Mostra de Doces e Licores Conventuais.

Para promover uma vida saudável e o bem-estar dos alcobacences, inovaremos, criando o Programa Municipal de Saúde e Bem-estar, com as unidades de saúde e parceiros privados, procurando conjugar a atividade física e a nutrição. Desejamos dar continuidade à criação de percursos pedestres e de percursos BTT, assim como valorizar espaços existentes para a prática do desporto espontâneo (como por exemplo o Parque Verde de Alcobaça).

No que diz respeito ao desporto federado, contamos continuar a apoiar a formação de jovens atletas através das nossas associações.

O Município faz um grande esforço na vertente social, com Medidas de Apoio à Família, às quais pretendemos dar continuidade e até reforçar, como por exemplo, a atribuição de bolsas de estudo para alunos do ensino superior. É nossa intenção desenvolver um Programa de Habitação Jovem, de renda acessível, disponível nas várias freguesias do concelho, de forma a atrair jovens para o concelho. Na área social, pretendemos manter a proximidade às instituições de caráter social, de forma a otimizar a resposta no terreno.

No eixo do Território, estamos atentos à competição interconcelhia. Como tal, teremos de continuar a valorizar o ambiente, o património, as infraestruturas e a coesão territorial. Procuraremos proteger e defender o ambiente com ações de valorização da serra e do mar, com a criação de caminhos pedestres e a conquista de mais bandeiras azuis para as nossas lindas praias. Daremos continuidade ao projeto de educação ambiental nas escolas e um plano de investimento no saneamento básico, criando novas redes e projetos piloto de fossas séticas, amigas do ambiente. Para tornar o concelho mais verde, iremos apostar na descarbonização, com a substituição progressiva da frota do município por veículos elétricos e com a instalação de carregadores elétricos em todo o concelho.

No que concerne à coesão territorial, pretendemos proporcionar a todos as mesmas oportunidades, envolvendo as freguesias, as IPSS, as corporações de bombeiros e outras instituições de cariz cultural, social e económico.

– No que à Economia diz respeito, pretendemos criar o Gabinete do Empresário, uma marca institucional do concelho para os produtos das empresas locais, assim como queremos valorizar marcas territoriais como a maçã de Alcobaça, ginja, cerâmica, cutelaria, pedra, moldes, móveis, entre outras iniciativas empreendedoras. Na inovação e transição digital daremos continuidade à digitalização dos serviços municipais, valorizando e capacitando os seus funcionários. Pretendemos, igualmente, expandir a rede Wi-Fi em todo o concelho, assim como a rede de fibra ótica, e transformar espaços existentes nas freguesias em espaços coworking.

A atratividade turística de Alcobaça é uma das suas imagens de marca, dada a variedade de oferta a nível de praias de qualidade, património histórico classificado, paisagens rurais e montanhosas, gastronomia de eleição, entre muitos outros exemplos. Da serra ao mar, o concelho oferece um leque diversificado de experiências únicas que apelam a diversos tipos de público. Pretendemos com o projeto Mobilidade Suave aumentar essa atratividade com a ligação pedonal entre a cidade de Alcobaça e a foz do rio Alcoa.

Um território dos coutos de Cister, onde a aposta na educação é também uma prioridade, Alcobaça está classificada como “Cidade de Aprendizagem da UNESCO” e, fazendo jus a esta classificação, pretendemos criar um Campus de Investigação e Experimentação Agrícola, Gastronómica e Tecnológica, em parceria com diversas universidades. Esta aposta será um fator primordial para a fixação de jovens na cidade e no concelho.

Como contrariar a perda de habitantes? Como tornar o concelho mais atrativo e competitivo?

Atualmente, o Município já apresenta várias políticas sociais para contrariar a baixa taxa de natalidade que o país e o concelho apresentam, nomeadamente de incentivo à natalidade, (através do apoio no valor de 250 euros por cada criança nascida), entrega de material escolar para alunos do 1º e 2º ciclo e bolsas de estudos para alunos do Ensino Superior. Para além da continuidade e reforço destas medidas, o nosso programa pretende criar mais e melhores medidas de apoio à família e à fixação de jovens no nosso território. As duas medidas que consideramos fundamentais para a fixação de jovens e para a competitividade com os concelhos vizinhos são a criação do Programa de Habitação Jovem, de renda acessível, disponível nas diversas freguesias do concelho, bem como a criação de um Campus de Investigação e Experimentação Agrícola, Gastronómica e Tecnológica na cidade de Alcobaça.

O que faria no âmbito do património, agora com o Mosteiro de Alcobaça na lista da UNESCO de Património Mundial em Risco, com as obras em curso para instalação do hotel?

No que diz respeito ao património histórico classificado, é nossa intenção continuar a valorizá-lo e reabilitá-lo, em parceria com as entidades responsáveis. Exemplos desta iniciativa são: o Mosteiro de Santa Maria de Coz, classificado recentemente como Monumento Nacional; o Jardim do Obelisco, do nosso grandioso Mosteiro de Alcobaça – monumento galardoado como uma das sete maravilhas de Portugal em 2007 e que continua a impressionar turistas nacionais e internacionais. Por tudo isto, cabe-nos a nós e às entidades responsáveis, continuarmos atentos no sentido de evitar a perda da classificação de Património Mundial.

Não menos importante são os centros históricos urbanos do concelho, que merecem a nossa atenção no sentido de os requalificar sob a perspetiva da sustentabilidade.

O que faria para a comunidade católica de Alcobaça ter, como dita a lei, afetação permanente ao culto e acesso ao Mosteiro, que é hoje a Igreja Paroquial, depois de três igrejas mandadas demolir no séc. XX?

A Câmara Municipal de Alcobaça, ao longo dos últimos anos, dentro das suas atribuições e competências, tem mantido um bom relacionamento institucional, sempre pautado pelo respeito e cooperação recíprocos. Enquanto presidente da Câmara de Alcobaça, não será diferente.

Que repto tem a dirigir aos seus opositores?

Desejo que seja uma campanha onde prevaleçam as boas ideias e o respeito mútuo pelas opiniões e pelas pessoas em prol de um concelho mais desenvolvido e próspero.

Por que devem os eleitores votar em si?

Os eleitores devem depositar a confiança numa equipa com experiência, dinâmica e empenho, cujo objetivo é atender à felicidade das pessoas, à proteção, coesão e projeção do nosso território e à força da nossa economia. Os objetivos dos munícipes são os nossos – os objetivos de todos, porque juntos somos mais fortes. Esta é a história do concelho de Alcobaça. Contem comigo para continuar esta história. Sempre aqui estive, estou e estarei Aqui e Consigo!

A entrevista foi concedida por escrito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found