Opinião

Facebook---OPINIAO-JOANA-MACHADO

Joana do Mar

Isolamento… Quarentena… Distância… Palavras estas mencionadas tantas vezes recentemente, mas que na realidade fazem parte da vida de emigrantes. O meu nome é Joana do Mar, sou natural da Benedita e vivo em Inglaterra há 5 anos. Estou actualmente a tirar mestrado na universidade King’s College London, em Londres, e sou Técnica de Medicina Nuclear a part-time, trabalho este que interrompi pouco tempo depois do início da propagação do vírus, devido ao cancelamento de vários exames de Medicina Nuclear. Contudo, este isolamento trouxe-me novos desafios profissionais, e comecei a ajudar o serviço de Flebotomia do hospital onde trabalho, onde percorro os serviços de internamento para fazer colheitas de sangue a utentes internados e, mais recentemente, aos profissionais do serviço de Ambulância de Londres para realização do teste de anticorpos COVID-19. No final de um dia de trabalho, a minha companheira Londrina está à minha espera, estacionada à frente do hospital, e juntas pedalamos 7 quilómetros. O trabalho continua, mas com a escrita da tese de mestrado. Às vezes perco-me nas palavras, não pela complexidade do assunto, mas pelos desafios mentais que entram pela janela: a música que soa sem limite de volume, as pessoas que se reúnem sem cumprir as ordens de confinamento do governo britânico, as memórias da corrida ao papel higiénico… A maré cheia vai além e por cá ficarei a acreditar que um dia voltarei a desaguar em Portugal!

Outras notícias em Opinião

  • As sementes na sua dieta

    O equilíbrio é extremamente importante na dieta diária, bem como o fraccionamento e a diversidade. As sementes são uma opção uma vez que conferem diversidade,…

  • Extraordinários. Manuel Castelhano

    Neste 2020, em cada edição, pessoas extraordinárias em algum aspeto da sua vida, com ligação à nossa região. Exalte-se a boa gestão, numa semana em…

  • Vinho contribui para o pão de um milhão de portugueses

    Na agricultura alcobacense de há sessenta e tal anos, não havia semana-inglesa, muito menos americana, que seria considerada uma modernice, sem viabilidade. Só não se…

  • Uma figura que emerge

    O Alcoa noticiou, na última edição, que o novo presidente da CEP (Conferência Episcopal Portuguesa) é o bispo de Setúbal, D. José Ornelas. Tendo tomado…

  • A força de um discurso

    Notável peça de oratória. O discurso do Cardeal D. Tolentino Mendonça, no dia 10 deste mês, tem de tudo: história, filosofia, poesia, teologia… Já tive…

  • Extraordinários. Basílio Martins

    Neste 2020, em cada edição, pessoas extraordinárias em algum aspeto da sua vida, com ligação à nossa região. “O meu general”. Assim lhe chamava o…

  • Recomeço das missas em comunidade presencial

    Depois de todo este tempo em confinamento, durante o qual estivemos privados do acesso direto à Sagrada Eucaristia, todos celebrámos, com muita expectativa, a possibilidade…

  • Consultório de Psicologia

    Tenho filhos em idade escolar que precisam de apoio ao estudo. Como posso apoiá-los de uma forma eficaz? Caro leitor, cara leitora, As crianças são…

  • Os Choctaw e a Covid

    A tribo dos índios Choctaw é a terceira maior tribo de índios norte-americanos, logo depois das tribos Cherokee e Navajo. Entre os anos 1830 e…

  • Tempos conturbados e a política do momento

    Caro/a Munícipe, Não estamos a viver num período de normalidade politica e a potencialidade libertadora da internet e da democracia soam um pouco a ingenuidade,…