José Godinho. “Podem esperar mais proximidade, mais CEERIA como uma família”

Foto por Catarina Reis

José Godinho é o novo presidente da direção do Centro de Educação Especial, Reabilitação e Integração de Alcobaça (CEERIA) ao longo dos próximos quatro anos. Maior intervenção técnica, planeamento e organização, e descentralização do poder decisório, são alguns dos objetivos da nova direção.

 

Qual a sua ligação ao CEERIA?
Estou na instituição há três anos. Fui contratado para criar e coordenar um gabinete profissional de Recursos Humanos.

O que o levou a aceitar o desafio de presidir ao CEERIA?
De 2017 a 2019, implementou-se o modelo de avaliação do desempenho, para o terceiro setor, onde foram levantados todos os problemas dentro da instituição, especificamente dentro de cada uma das suas valências. O que exigiria a que a direção de topo tomasse decisões para melhorar o funcionamento destas valências, o que não aconteceu. Várias foram as tentativas do coordenador-geral e do gestor de recursos humanos para que fosse implementado e para que houvesse uma direção mais próxima dos colaboradores. Neste âmbito, a inércia por parte da direção, a ineficácia do trabalho verificado dentro das valências começou a criar uma rutura. Não sendo possível a nossa entrada para a direção em funções, comunicámos-lhes que iriamos formar uma lista com novos órgãos sociais. Passámos um manifesto onde 75% dos colaboradores assinaram para que esta lista fosse então montada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found