Lojas sociais ajudam a superar pobreza

Foto por Catarina Reis

O desemprego e as dificuldades económicas têm contribuído para o aumento do número de pedidos de ajuda. Em Alcobaça e na Nazaré, as lojas sociais tentam dar uma mão na resposta a essa realidade, que é a de muitas famílias.

Alcobaça

“Foram as dificuldades crescentes de algumas famílias, resultado da crise e do desemprego e a vontade de as ajudar, que levou um grupo de elementos/funcionários da Comissão de Humanização do Hospital de Alcobaça a tornar realidade a loja social Mão Amiga”, disse a’O ALCOA a médica Ana Valverde, sua responsável.
A funcionar há quase seis anos, a Mão Amiga já ajudou mais de 1500 famílias.
Consoante as necessidades, sinalizadas pela loja ou por entidades de apoio social, ligadas às diferentes instituições, é dada a cada família uma ficha com a identificação de todo o agregado familiar e o que cada membro precisa, para levar da loja em determinado dia e mês. “Verificamos que mensalmente surgem novas famílias e utentes individuais: umas que recorrem mais frequentemente à nossa ajuda, outras que já não tem tantas necessidades e espaçam as suas ‘visitas'”, refere a responsável. Ainda segundo Ana Valverde, “uma norma da loja é que, salvo algumas exceções, só podem voltar após dois três meses e não repetir determinados produtos ou bens e há sempre uma orientação para levarem apenas o que precisam”.

(Saiba mais na edição em papel e digital de 26 de novembro de 2015)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found