Cultura

Museu do Vinho convida a “Olhares Cruzados”

IMG_20190625_211639

São os olhares de Ana Santos, André Coutinho, Carlos Victorino, Denise Vieira, Gonçalo Baptista, Inês Lourenço, Isabel Sanlés, Magda Santos, Micael Campos, Pedro Calçada, Rosa Santos, Tatiana Alexandra e Tiago Santos, que se cruzam na exposição de fotografia “Olhares Cruzados”, patente na Adega dos Balseiros, do Museu do Vinho de Alcobaça, até 14 de julho.
Treze autores que desvendam um mundo de emoções na singularidade de cada fotografia: seja na captação de um retrato ou de pequenos detalhes como puxadores antigos e fechos de porta, seja nos candeeiros à noite ou no pastoreio na serra de candeeiros, seja na natureza, no interior de um cemitério ou ainda em locais esquecidos. Apenas alguns exemplos dos temas de cada um e que resulta em 39 trabalhos no total, três de cada autor. Curiosamente, a maioria é constituída por fotografias a preto e branco. São imagens obtidas durante o módulo “Projeto Fotográfico de Autor”, de 50 horas, realizado no Centro de Formação Profissional para a Indústria Cerâmica (CENCAL), em Alcobaça, onde fez parte também a revelação e pós-produção em sala.
“Um curso que nasce depois de se verificar uma grande procura e necessidade de formação nesta área”, disse a’O ALCOA Vera Fortes, coordenadora do CENCAL em Alcobaça, salientando ainda o apoio recebido da câmara e a importância de partilhar o resultado final também à comunidade, como “concretização e materialização da aprendizagem”.
Resultado que, para o formador Pedro Vicente, “superou a expectativa”, pela sua qualidade e singularidade, “até porque, se há quem já tenha exposto, há muitos que o fazem pela primeira vez e isso revelou-se numa partilha e entreajuda que veio enriquecer o grupo e os trabalhos”. Falando pelo grupo, Pedro Calçada, um dos formandos, garante que a exposição é “realmente de muita qualidade”. Deixe-se interpelar por estes olhares.

Outras notícias em Cultura