Nazaré. Senhor dos Passos revive sete passos da Paixão de Cristo

A situação da pandemia impossibilita a realização da procissão do Senhor dos Passos, na Nazaré, como a conhecemos, com milhares de fiéis a acompanhar presencialmente esta tradição com mais de 400 anos de história na vila. Com origem em 1619, ela remonta precisamente a uma época de crise cerealífera que provocou, às gentes da vila da Pederneira, um grande sofrimento, devido à fome e mortandade. Tradição apenas foi interrompida durante as invasões francesas de 1808 a 1814, em 1872, devido à epidemia da febre-amarela, e em 2020, no contexto da situação pandémica que vivemos atualmente, provocada pelo vírus da covid-19.

A Paróquia da Nazaré, a Confraria de Nossa Senhora da Nazaré e a Irmandade dos Passos, adaptaram as celebrações religiosas “com a realização de uma evocação da procissão, que contará com vários momentos celebrativos e o percurso das Imagens nas principais artérias da Nazaré”, explica o Padre Paolo Lagatta, pároco da Pederneira e Nazaré.

Saiba mais na edição impressa e digital de 18 de março de 2021.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Candidaturas abertas

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

Alcobaça. Biblioteca convida à conversa com…

10 Abr | Sáb | 11:00

online

Encontros em Rede: Reimaginar os Museus a 26

05 Abr | Seg | 15:00

Página de facebook da Rede Cultura 2027