No interior dos séculos

Quem quiser estudar seriamente a história da Ordem de Cister tem de imediato colocar a pergunta: o que sabemos dos tempos primitivos da Ordem? E a resposta terá de ser, pouco, muito pouco. Felizmente P. Lekai escreveu os “Monges Brancos” e P. E. Willems o “Esquiço da Ordem de Cister” abrindo com estes trabalhos um longo caminho aos verdadeiros investigadores. A Doutrina Cristã, a Liturgia, a Santa Escritura e a Espiritualidade Monástica foram tratadas depois do Capítulo Geral de 1953, mas a história da Ordem levou mais algum tempo iniciando-se durante os anos 60. O monaquismo dos séc. III e IV, a vida contemplativa da Igreja antes de Cister, será naturalmente a base introdutória para compreender a viragem do séc. XI para o XII quando o Mosteiro de Cister, o novo Mosteiro se constitui na primeira Casa da Ordem. Com a entrada do Cavaleiro Burgonhês Bernardo de Fontaine, futuro Abade Claraval e Santo da Igreja, abre-se um novo período que podemos balizar em 1198 com o Papa Inocêncio III. A Ordem atinge um século de vida no qual haverá de realçar sessenta e cinco anos, contados entre 1109 e 1165 período de organização dos Cistercienses marcado por S. Harding e pela sua Carta de Caridade unanimemente considerado o documento constitutivo da Ordem. Entre os Papas Inocêncio III e Bonifácio VIII, melhor dito entre 1189 e 1294, desenrola-se o segundo século cisterciense. Aqui chegados e olhando retrospetivamente, para além naturalmente do seu nascimento e aceitando 1494 como data final da Idade Média, a história de Cister teve até então dois momentos altos. O século de S. Bernardo e o vulgarmente conhecido segundo século cisterciense. Daqui até à extinção das Ordens em França – já haviam sido extintas na Inglaterra de Henrique VIII, no final no séc. XVIII. O mundo foi social e politicamente convulsionado afetando normalmente a Ordem que construiu o complexo monástico de Alcobaça, que abandona em 1833. Pois bem, estas são as grandes linhas incontornáveis para quem estude as diversas vertentes da poderosa Ordem onde pontificaram notáveis personalidades da história geral da igreja Católica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Candidaturas abertas

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

Alcobaça. Biblioteca convida à conversa com…

10 Abr | Sáb | 11:00

online

Encontros em Rede: Reimaginar os Museus a 26

05 Abr | Seg | 15:00

Página de facebook da Rede Cultura 2027