Portugal Mudou – Escreveu António Barreto!

Alcina Gonçalves
Empresária - Turismo e Animação

António Barreto escreveu no dia 18 de Dezembro de 2021, no jornal Público, mais uma crónica. Deu-lhe o nome “ Portugal Mudou”.
Escreveu: “Os Pensionistas e Reformados eram 120 mil há meio século, são hoje 4 milhões”. Em 50 anos, os pensionistas e reformados passaram de 120 mil para 4 milhões. Se lhe somarmos as crianças e jovens (1 milhão e 400 mil), os desempregados (400 mil), os funcionários públicos (800 mil), os funcionários autárquicos, e por último, quem vive de apoios sociais, são cerca de 7 milhões de portugueses.
No dia 21 de dezembro de 2021, Júdice, na sua crónica na SIC Noticias, apresentou o seguinte quadro:

Acredito que os números sejam fiáveis e estejam bem próximo da realidade. Podem sempre consultar o INE ou a Pordata. Todos sabemos que a realidade é esta, mas quando a colocam à nossa frente ficamos chocados. Quer isto dizer que apenas três milhões de portugueses dependem do privado. Os restantes sete milhões estão reformados ou dependem do sector público.
Temos assistido na Europa, e noutros locais do mundo, a grandes manifestações anti confinamentos, anti medidas que restringem as liberdades e destroem os negócios. Em Portugal ainda não assistimos a nada disto e questionamo-nos porquê?
A resposta está em grande medida naquilo que António Barreto escreveu, e no quadro que o Júdice apresentou na Sic Notícias, se grande parte da população de um país depende do Estado, se é o Estado que lhes paga, e se acreditam que têm o seu rendimento garantido, para quê manifestações? Efetivamente, na dicotomia rendimento versus liberdade, as pessoas escolhem o rendimento.
O António Costa é o Rei Sol, está feliz, governa para 7 milhões de pessoas que jamais se manifestarão, os mesmos 7 milhões para os quais o Rui Rio quer governar. Nada mudará nas próximas décadas em termos de reformas fundamentais, sejam elas fiscais, económicas, na justiça, na educação, no território, rigorosamente nada será alterado enquanto 70% do povo português estiver satisfeito ou aparentar estar.
Votos de um Excelente 2022!

Alcina Gonçalves
Empresária - Turismo e Animação

2 respostas

  1. Excelente artigo de opinião. Os governantes deste país são maus, é certo, e devemos notar que nos últimos 25 anos o PS governou 17 anos e o PSD, coligado ou não com o CDS, governou os restantes 8 anos. Portanto, se há governantes com culpa ou com mais culpa, eles são os do PS que governaram durante mais tempo este país. E tão competentes foram que em 2011, no final do segundo governo de Sócrates, até pediram ajuda internacional, para o país poder continuar a financiar-se nos mercados internacionais a taxas de juro aceitáveis… Foram os tempos da troika, entre 2011 e 2015… Não agradeçamos, pois, ao PS a incompetência com que tem governado Portugal e saciado apaniguados seus…

  2. Esta crónica é a constatação dos erros dos nossos governantes nos últimos anos de governação, em suma, seja governo do PS ou o PSD ou até digno-me a dizer; um outro qualquer partido, nada mudará, se não mudar a forma, os políticos não não podem e não devem governar para agradar, mas sim por os cidadãos a trabalhar com gosto para o desenvolvimento do País.

Responder a José Ferreira Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found