Opinião

Facebook---OPINIAOCarlaCrisostemo

Positivo e negativo

Positivo e negativo… todos os dias ouvimos, vezes sem conta, estas palavras. Positivo e negativo… todos os dias vimos imagens, vezes sem conta, que nos remetem para estas palavras. Positivo e negativo… todos os dias temos situações que nos provocam um sentir referente a estas palavras. Positivo é o meu pensar desde o dia 13 de março… negativo é o cenário que estamos a viver todos os dias. Positivo é o que eu posso fazer, por mim e pelo próximo, para que esta situação tão negativa que estamos a viver, não se torne no pesadelo que irá assombrar a vida dos meus filhos. Quero proteger aqueles que posso chamar de avós, para que os meus filhos não percam os seus. Quero continuar a acreditar que o que nos assola são apenas momentos difíceis, negativos, depressivos, para nos tornarmos mais positivos, mais compreensivos e mais generosos. Não vamos deixar de dar a mão a quem precisa, mesmo que o cenário seja negativo. Não vamos esquecer que fazer o bem sem olhar a quem, traz sorrisos, traz serenidade, traz positividade. Vamos olhar para a frente, erguer a cabeça e fazer, desta negativa, a fase mais positiva da nossa vida: aquela em que não deixamos de lutar pelos nossos sonhos, aquela em que não deixamos de dizer obrigada ao desconhecido com quem nos cruzámos, aquela em que não deixamos de acreditar que esta passagem é tanto melhor quanto mais nos empenharmos na jornada. E que jornada… cada dia é um desafio para cada profissional, na sua área de influência. Sejamos seres influenciadores e não influenciáveis, sejamos positivos e não negativos. Vamos conseguir e vamos olhar pela positiva. Todo este negativismo vai passar e tudo vai ficar bem se cada um positivamente operar, com a crença que as suas ações determinam o fim do negativo. Vamos todos ser verdadeiros e dizer que: positivo, só as minhas ações e a missão que me foi confiada… vamos todos reconhecer que a missão de pôr fim aos positivos é sermos o mais positivo possível, nas ações e no cumprimento das restrições. Não estamos confinados… estamos desgraçados se continuarmos desconfiados.

Outras notícias em Opinião

  • Editorial. Populismos regionais

    “O homem é o homem e a sua circunstância”, defendeu sabiamente Ortega y Gasset O meu pai nasceu e cresceu no Alentejo. Concluída a 4.ª…

  • O preço da santidade

    O Papa Francisco deu um passo decisivo para a canonização do Prof. Jérôme Lejeune, o mais importante geneticista do século XX, com o decreto de…

  • Os Idosos

    Nota Prévia: Este texto foi escrito a 14 de Abril 2019. Aparentemente pouco mudou, apenas a Eutanásia já foi aprovada na Assembleia da República. É…

  • Desabafo de um médico

    Diretor Clínico do Instituto Português da Face revela situação lamentável do plano de vacinação contra a Covid-19 No Instituto Português da Face, estamos focados nas…

  • José Eduardo Oliveira. Um homem bom e alcobacense profissional

    Há tempos, depois de uma daquelas conversas “vadias” mas importantes, em que se fala de tudo e de nada, perguntei ao meu Amigo José Eduardo/JERO…

  • “Milagre na Cela 7”, de Mehmet Ada Öztekin

    Recomendo o filme “Milagre na Cela 7” porque é um daqueles filmes difíceis de esquecer, com uma mensagem profunda e bela, que enaltece a força…

  • “Paula”, de Isabel Allende

    Da vasta obra de Isabel Allende, escritora nascida no Peru, recomendo a leitura de “Paula”, de cariz autobiográfico, originado por uma situação de quase “confinamento”.…

  • Um elemento de arte sacra do Mosteiro de Alcobaça do séc. XV

    Após a Batalha de Aljubarrota, D. João I entregou ao Mosteiro de Alcobaça vários espojos da contenda com os Castelhanos, isto devido ao auxílio militar…

  • Editorial. In memoriam

    José Eduardo Oliveira foi incansável no registo das memórias da sua terra.   É este legado, diria, o mais relevante que Alcobaça lhe tem a…

  • “Voando Sobre Um Ninho de Cucos”, de Milos Forman

    Como bom cinéfilo que sinto ser, tenho de realçar o filme de Milos Forman, de 1976, “Voando Sobre Um Ninho de Cucos”, e o desempenho…