Pré-escolar. Alunos do Agrupamento de Cister prolongam história

“Truz Truz, Posso Entrar?” é o projeto que pretende criar uma “linha em comum” junto dos jardins de infância do Agrupamento de Escolas de Cister.

Iniciada a 23 de novembro, Dia Nacional da Floresta Autóctone, a iniciativa abrange todos os jardins de infância do Agrupamento de Escolas de Cister, que contabilizam cerca de 18 salas.

Apenas com uma mala, o livro “Jaime e as Bolotas” e sombras chinesas, a intenção é que os “meninos deem asas à imaginação”, revela Teresa Fialho, educadora de infância do Centro Escolar de Alcobaça, a’O ALCOA. Neste contexto, os alunos introduzem novos elementos à história original da obra “Jaime e as Bolotas”, como, por exemplo, a criação de novas personagens. A ideia é que “este conjunto de materiais permita a continuação da história por entre as várias pré-escolas”. Primeiramente, esteve no Jardim de Infância de Évora de Alcobaça e dos Carris, durante duas semanas.
O elemento “surpresa” é essencial, uma vez que nenhuma educadora e nenhum menino sabem o que o outro estabelecimento de ensino está a construir”, nota Teresa Fialho. Consequentemente, a imaginação e a criatividade são “estimuladas com esta atividade”.

Saiba mais na edição impressa e digital de 9 de dezembro de 2021.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found