Educação

Regresso. O ensino no próximo ano letivo

146875-OTNM5C-535

Em abril, a UNICEF publicou as suas “recomendações para a reabertura das escolas”, alertando que manter as escolas fechadas “apresenta um risco sem precedentes à educação, proteção e bem-estar das crianças”. Portugal é um dos três países da Europa em que as escolas permanecem fechadas, exceto para os estudantes do 11.º e 12.º anos, mas esta terça-feira, dia 23, Tiago Brandão Rodrigues, ministro da Educação, anunciou estar a trabalhar “para que em setembro possa ser possível o ensino presencial e que o próximo ano letivo comece entre 14 e 17 de setembro”. E será possível, mesmo com uma 2.ª vaga da Covid-19 ou face a um surto local?

 

Saiba mais na edição impressa e digital de 25 de junho de 2020.

Outras notícias em Educação