Saúde oral

Ana Catarina Duarte
Enfermeira veterinária

Cada vez que o animal se alimenta, ocorre uma acumulação de resíduos de comida nos dentes, principalmente nos espaços interdentários e junto à gengiva. Esses resíduos levam ao desenvolvimento de uma placa bacteriana ao nível do dente, a que chamamos de tártaro (mancha acastanhada que surge no dente).

Inicialmente, esse tártaro surge na zona do dente mais próxima à gengiva, podendo estender-se por todo o dente.
Em situações graves, o animal pode desenvolver uma doença periodontal caracterizada por uma inflamação das gengivas, as quais ficam vermelhas, inchadas e sangram facilmente. Nestes casos, além de mau hálito, o animal tem dor.

Se não for tratada, a doença periodontal pode levar à perda do dente e a afeções de órgãos internos, já que as bactérias presentes na cavidade oral são ingeridas juntamente com o alimento e com a saliva e podem atingir a corrente sanguínea, instalando-se em diversos órgãos.

Pode prevenir este problema, fornecendo alimentação seca, adequada ao animal, e denta-sticks e fazendo a limpeza diária dos dentes com pasta de dentes ou elixires próprios para animais.

Ao proceder à higiene oral do seu animal, esteja atento à existência de mau hálito, tártaro, inflamação da gengiva, dentes partidos, sobreposição dentária, perda de algum dente ou presença de corpos estranhos (praganas, ossos,…). Caso detete alguma destas situações, contacte o Médico Veterinário.

Ana Catarina Duarte
Enfermeira veterinária

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found