Turquel. Sino da igreja «silenciado» por queixa de cidadão

Catarina Reis
Jornalista

No fim de semana de 9 e 10 de maio «calaram-se» os sinos em Turquel. O motivo? Uma queixa apresentada por um turquelense, ao abrigo da Lei do ruído, incomodado pelo som do sino da Igreja paroquial. Conforme contou a’O ALCOA o Padre Ivo Santos “a Paróquia de Turquel recebeu uma queixa de um cidadão devido ao toque do sino, durante a noite, o que segundo a lei tem razão”. Assim, o sino não toca “entre as 22h00 e as 8h00 da manhã, funcionando semanalmente fora desse horário”. Porém, o queixoso voltou a reclamar, “desta vez sobre o toque ao fim de semana, todo o dia, porque alegava que queria dormir e que o sino não o deixava descansar”. Perante a queixa, o sacerdote informou-se com o Departamento Jurídico do Patriarcado, “que lhe transmitiu que neste caso a lei já não se aplica; por isso, a Igreja não tem de desligar o sino”. O queixoso insiste e apresentou uma denúncia à GNR, que pediu à paróquia a suspensão do toque dos sinos também ao fim de semana, enquanto se resolve o problema.

Saiba mais na edição impressa e digital de 12 de maio de 2022.

Catarina Reis
Jornalista

Uma resposta

  1. Digam a esse queichoso que avise tambèm a policia, os bombeiros e outras utentes de sereias que desliguem as sereias au atravessar Turquel para não o încomodarem. En vez dos sinos buzinem os carros talvez ele goste mais dos apitos

Responder a adelino Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found