Cultura

Visitar museus, ouvir música, escutar leituras e assistir a concertos sem sair de casa

Ocupação. Num tempo em que “ficar em casa” é o melhor remédio, deixamos algumas sugestões culturais, para que ocupe o tempo da melhor forma possível.

Mosteiro de alcobaca visita virtual

Usar as novas tecnologias e através da internet fazer uma visita guiada, a alguns museus virtuais de Portugal e do mundo, é a primeira sugestão. Panteão Nacional, Palácio Nacional de Sintra, Mosteiro dos Jerónimos, da Batalha, ou de Alcobaça. Também os museus do Louvre, em Paris, o Museu de História Nacional, em Londres, e o Salvador Dali, em Espanha. Estes, são apenas alguns dos locais que pode visitar virtualmente, com algumas obras de arte mais famosas do mundo. 

Através do Google Arts & Culture, um site mantido pela Google em colaboração com museus espalhados por diversos países, utilizando tecnologia street view, é possível visitar virtualmente e de forma gratuita, algumas das maiores galerias de arte do mundo. Ao «transitar» pelas galerias, é possível também visualizar imagens em alta resolução de obras selecionadas de cada museu.

cister fm

A Rádio Cister estreou também na segunda-feira, dia 16 de março, a partir das 17h00, o “Música em Quarentena”. Um novo programa que apenas estará no ar nestes dias de quarentena, com os músicos João Coelho e Emanuel Moura e outros tantos convidados. Feito à distância! Cada um em sua casa.

vanda furtado marques

Para entreter os mais novos, a professora e autora de livros infantis alcobacense, Vanda Furtado Marques, passou do papel para o ecrã as histórias das suas obras. Em “Histórias em Quarentena”, é possível ouvir uma história por dia. Descubra-as no canal do youtube.

fico em casa

«Saindo da região», mas mantendo-se em casa, é possível assistir ao festival “Eu Fico em Casa”, iniciativa que integra grandes nomes da música portuguesa, que oferecem concertos na rede social Instagram. António Zambujo, Pedro Abrunhosa, Diogo Piçarra, Ana Moura, Márcia, Samuel Úria, Capicua, Luísa Sobral e Fausto são apenas alguns nomes desta iniciativa, que partiu de artistas, editoras [discográficas] e agências, num movimento cultural inédito em Portugal, apoiado pelos meios de comunicação e comunidade digital. Os concertos são individuais, têm uma duração máxima de 30 minutos e os artistas atuam a partir das suas próprias casas, todos os dias entre as 17h00 e as 23h30.

A ideia é levar a música até aos que ficaram privados dela, com o cancelamento de todos os concertos no país, e sensibilizando ainda a população para a necessidade de ficar em casa, devido à propagação do surto do novo coronavírus em Portugal.

Siga estes conselhos. Fique em casa.

Outras notícias em Cultura