Atual

Coroa da Abadessa da Pastelaria Alcôa ganha melhor doce conventual

DSC_0353

O prémio do melhor doce conventual XIX da Mostra Internacional de doces & Licores Conventuais foi atribuído à Pastelaria Alcôa com a sua coroa da Abadessa, “uma iguaria oferecida ao Papa Francisco este ano e que portanto já não é novidade”, afirmou Paula Alves, gerente da pastelaria de Alcobaça onde é feito este doce que tem na sua composição amêndoas, avelãs, gila caramelizada, açúcar e gemas, e que não leva farinha.

Para além do melhor doce conventual, o júri atribuiu duas menções honrosas, para as Nevadas O Mosteiro, (Lorvão) e para o bolo São Bernardo da Escola Profissional de Agricultura e de Desenvolvimento Rural de Cister. Nas compotas o primeiro prémio foi para a Geleia de Maçã, Laranja e Fisalis, do Mosteiro o Santíssimo Sacramento do Louriçal e o segundo prémio para o doce de Pêra Rocha do Oeste com Vinho do Porto da CisterDoce. 

Já nos licores o Licor de Singeverga artesanal preparado pelos monges beneditinos do Mosteiro de Singeverga, em Santo Tirso, voltaram a arrecadar o primeiro prémio, o segundo prémio foi para o Licor de Ginja da CisterDoce e o terceiro lugar para o Licor de Ginja Abbatiale da MLC licores conventuais.

A  XIX da Mostra Internacional de doces & Licores Conventuais, arrancou hoje, 23 de novembro, no Mosteiro de Alcobaça e ficará até domingo 26 de novembro.

Comentários (1)

  • Paulo Mattos - 28 de Novembro de 2017, 22:09

    Gostaria de ver as fotografias do Festival.

Outras notícias em Atual