Alcobaça não tem medo de apostar nos Jovens

Matilde Peixoto Oliveira
Estudante

Depois de nas últimas Europeias termos assistido a uma vitória do PS no concelho, eis que, à semelhança do que sucedera em 2014, a coligação protagonizada pelo PSD e CDS (que inclui agora o PPM), reconquistou a preferência dos eleitores alcobacenses. O resultado da AD no passado domingo representou um aumento de cerca de 1800 votos face ao somatório dos votos obtidos pelo PSD, CDS e PPM em 2019 – o que comprova, uma vez mais, o sucesso e a importância desta coligação.
Algo que estes resultados eleitorais também comprovaram é que o “fator cabeça-de-lista” tem um peso substantivo nos resultados obtidos pelas candidaturas: veja-se os casos da Iniciativa Liberal e do Chega. Ora, o cabeça de lista que arrebatou a preferência dos alcobacenses foi um jovem de 28 anos que entrou nas nossas casas por via do jornalismo e do comentário político. Sebastião Bugalho é um jovem combativo, de inabaláveis convicções, com uma visão abrangente e verdadeiramente interessado em devolver um horizonte de esperança aos milhões de portugueses que se sentem distantes das instituições europeias e das decisões por estas tomadas – que têm um impacto diário nas nossas vidas. Esta escolha arrojada por parte da AD – que dispunha de um amplo leque de notáveis por onde escolher -, num jovem demonstra a vontade de trazer novas formas de fazer e olhar para a política e representa uma aposta clara nas novas gerações. Os alcobacenses entenderam, e bem, que ter mais anos de vida não será um requisito – muito menos um sinónimo -, para uma mais apurada capacidade de conceção de políticas públicas, uma melhor capacidade de representação ou um maior acervo na defesa intransigente dos nossos valores e visão para o país e o mundo, dentro e fora de portas. Haverá certamente várias ilações a retirar deste ato eleitoral para o futuro. Uma delas é que os alcobacenses tendem a apoiar o candidato que melhor os representa, independentemente de este ser (mais ou menos) jovem. Mas e daí, como diria alguém: “Se ser jovem é um problema, é um problema que se resolve com o tempo”.

Matilde Peixoto Oliveira
Estudante

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

WhatsApp Image 2024-06-03 at 12.09.27
Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found