Arcos da Memória. O Mosteiro de Cós revisitado (2)

No início do século XVI, o Mosteiro de Cós, decaído da sua primitiva observância, foi reformado pelo cardeal-infante D. Afonso, filho do rei D. Manuel I e abade comendatário de Alcobaça (1519-1540), que mandou construir vários edifícios e limitou o número das monjas a vinte.
O seu irmão e sucessor, o cardeal-infante D. Henrique (1545-1580), prosseguiu as obras de beneficiação, edificando o dormitório dito « velho », cujas ruínas ainda subsistem.

 

Saiba mais na edição impressa e digital de 23 de julho de 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found