Autarcas. Chumbo do Orçamento do Estado visto à escala local

Com o chumbo do Orçamento do Estado 2022, tanto o Município da Nazaré como o Município de Alcobaça não preveem consequências negativas, no que concerne aos fundos comunitários, uma vez que “já estão contratualizados, e o normal é que não se registe qualquer atraso a esse nível”, informa Walter Chicharro, presidente da Câmara Municipal da Nazaré. No entanto, defende o socialista, o chumbo do orçamento vai ter “um impacto muito negativo nas pessoas, principalmente naquelas que estão mais fragilizadas”. Neste momento, Walter Chicharro está preocupado com “a política de atribuição dos fundos sobrantes, e para os quais já há vários projetos preparados”.

Ao nível de fundos comunitários, o presidente da Câmara Municipal da Nazaré sublinha que o concelho da Nazaré é um dos municípios com “melhor taxa de execução, a nível nacional”. Nesse sentido, as obras contratualizadas estão “praticamente executadas ou em fase de conclusão”. O “novo terminal rodoviário da Nazaré é a única obra que aguarda por aprovação final, apesar de já ter sido alvo de aprovação prévia”, sublinha Walter Chicharro.

Saiba mais na edição impressa e digital de 25 de novembro de 2021.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found