Coz. Confraria mantém viva tradição de Corpus Christi

Catarina Ferreira Reis
Jornalista

Passa pouco das nove da manhã do dia 30 de maio. À entrada do Mosteiro de Santa Maria de Coz, na União das Freguesias de Coz, Alpedriz e Montes, um tapete começa a ganhar vida. O chão prepara-se para receber a procissão do Corpus Christi (Corpo de Deus). A responsabilidade de o fazer pertence à Confraria do Santíssimo Sacramento de Coz. Conforme explica a’O ALCOA o atual presidente, Fernando Oliveira, “o tapete para a procissão começou há alguns anos, inicialmente com flores, depois mudou-se para aparas de madeira e de serradura, este ano estamos a fazer com areia”. O responsável justifica a mudança com a vontade de irem inovando e por achar que seria bonito. O revestimento do chão à entrada do Mosteiro de Coz é uma longa tradição, a que promete dar continuidade, pois “se não fizermos as pessoas questionam”, sublinha o presidente.

Saiba mais na edição impressa e digital de 13 de junho de 2024

Catarina Ferreira Reis
Jornalista

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

WhatsApp Image 2024-06-03 at 12.09.27
Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found