Atual

DGPC aprovou estudo para construção do hotel

A Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) aprovou, no início do mês, o estudo de arqueologia da empresa Visabeira com vista à instalação do hotel de 5 estrelas no Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça, concessionada à empresa, devendo os trabalhos começar esta semana.
“Chegam a Alcobaça cinco ar-
queólogos, em regime de permanência, para efetuar os estudos prévios de arqueologia, com a respetiva instalação dos estaleiros, com vista à cons-trução do hotel”, publicou Paulo Inácio, presidente da Câmara Municipal de Alcobaça, na sua página do facebook. Segundo o autarca, “trata-se de outro passo gigantesco para a concretização de um sonho que muitos consideraram uma utopia”.
Paulo Inácio justificou ainda o caráter urgente da concessão de parte do monumento, “em virtude do abandono e da incapacidade do Estado na recuperação do seu património”.
O grupo Visabeira foi o vencedor do concurso para a instalação de um hotel de cinco estrelas no Claustro do Rachadouro do Mosteiro de Alcobaça. O contrato de concessão, assinado em junho de 2016, é válido por 50 anos e estipula o pagamento de uma renda anual de apenas 5 mil euros (cerca de 416 euros mensais), mais IVA. Assinado por Souto Moura e orçado em cerca de 15 milhões de euros, o projeto prevê três pisos, 81 quartos e nove suites, spa, ginásio, espaços para congressos e eventos, devendo ficar concluído em 2019.

Outras notícias em Atual