Luís Peças já não anima Mosteiro

O cantor alcobacense Luís Peças já não integra o programa de animação do Mosteiro de Alcobaça. “Faço música no mosteiro há 12 anos através de um contrato com a DGPC [Direção-Geral do Património Cultural] e com o município de Alcobaça, entre os meses de abril e setembro”, explica Luís Peças. O contratenor, no período de inverno, tem mantido “os momentos musicais, como tem sido durante os outros anos, de forma gratuita por achar que é uma mais-valia para o mosteiro”. Mas, acusa o alcobacense, “a diretora Ana Pagará não me quer lá e disse que o meu contrato tinha terminado; assim, fui proibido de dar continuidade à animação que fazia”.
Já Paulo Inácio, presidente da câmara, afirma que “o município de Alcobaça está disponível desde o princípio para fazer o protocolo existente com o cantor Luís Peças e a DGPC diz que está a tratar das questões formais; acho que isso deve ser tratado o mais depressa possível porque a animação cultural no mosteiro é importante e é de excelência, mas não me meto na função da DGPC”.

3 respostas

  1. Completamente de acordo com Juliet Bothams.
    Existem muitos dirigentes assim…
    “não faças aos outros o que não gostarias que te fizessem a ti”

  2. Era importante que a Directora Ana Pagará lesse o comentário da Juliet Bothams, porque é muitíssimo pertinente. Tenho visitado muitos monumentos na Europa e posso dizer que nunca vi algo assim. Poderemos dar-nos ao luxo de perder este elemento diferenciador?

  3. Caros Senhores

    Estou completamente desorientada a ouvir que o Luís Peças e o João Paulo Ferreira têm estado expulsos do Mosteiro! Embora eu vivo no Reino Unido, tenho uma casa nas Caldas da Rainha e conhecia o Luis desde mais de dez anos, quando a minha mãe e eu fizemos uma visita ao Mosteiro. Desde então, inúmeros de nossos amigos e turistas têm feito viagens ao Mosteiro de ouvir ‘o cantor de Alcobaça’. Luís é um embaixador de enorme sucesso, tanto para o Mosteiro como Alcobaça, como um resultado das suas turnês no estrangeiro. No Reino Unido, pelo menos 1200 pessoas já ouviram falar de Alcobaça, podem colocá-la no mapa de Portugal, e sabem que há lá o Mosteiro o mais maravilhoso. A multiplicar isso por seus outros concertos na Europa e ao outro lado do Atlântico e isso representa um monte de investimento nas relações públicas de Alcobaça. Entre a população residente inglês que vive nas zonas de Alcobaça e Caldas da Rainha, o Mosteiro é um destino ‘obrigatorio’ quando eles estão a entreter visitantes do Reino Unido. Só na quarta-feira passada, a minha irmã levou um grupo de dez amigos a fazer umas feriazinhas perto de Cercal para Alcobaça especificamente com o alvo de ouvir ‘os cantores’. Imaginem como estavam desiludidos ter vindo de bastante longe, para ouvir que o Luís e o João não estavam a cantar e que não haviam mais ‘Momentos Musicais’ agendados! Claro, toda a gente ama o Mosteiro pela sua significação e beleza cultural. Mas quando perguntar às pessoas o que é que eles gostam o mais da sua visita, adivinham o que é a resposta? Esse cantor maravilhoso.
    E, como um adendo, eu passava a maioria parte da minha vida profissional nas areas de Marketing, Advertising, Vendas e Promoção. Com todos os nossos produtos, a nossa equipa estava sempre a procurar identificar qual era o ‘unique selling point’ (o único ponto de venda) que fez o nosso produto se destacar por cima do mercado . Numa área saturada com património arquitectónico maravilhoso, Luís e João são esse único ponto de venda do Mosteiro . Muitos estrangeiros pagam a sua taxa de entrada especificamente para participar a um dos ‘Momentos Musicais’ .

    Espero que a situação se resolve em breve.

    Com os meus melhores cumprimentos,
    Juliet Bothams

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found