O SNS que temos

Afonso Luís
Bancário aposentado

Por dar um espirro ou ter uma pontinha de febre não se deve entupir as urgências dos hospitais. Quando é grave e urgente o Serviço Nacional de Saúde funciona mesmo. No dia 15 de novembro passado, a minha mulher foi conduzida com prontidão e desvelo numa ambulância dos Bombeiros da Benedita ao hospital de Santo André, em Leiria. A situação parecia muito grave, pelo que tinha uma médica e uma enfermeira a recebê-la na entrada das urgências. Observada e tratada durante a noite e na manhã seguinte, a situação acabou por ser debelada, e bem, afastando-se a hipótese de gravidade que se intuía. Esta foi a terceira vez que recorri ao SNS e sempre com ótima resposta. Bem hajam bombeiros da Benedita e exemplar corpo médico e auxiliar do hospital de Leiria, em serviço naquela noite.

Afonso Luís
Bancário aposentado

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found