Património. Historiador Jorge Sampaio partilha acervo inesiano da família para consulta aberta

Por via do exemplo de partilha que recebeu dos pais, Maria do Céu e Luís Pereira de Sampaio, o historiador alcobacense Jorge Pereira de Sampaio decidiu tornar acessível, a qualquer estudioso investigador, de Portugal ou de qualquer outro lugar do mundo, o acervo bibliográfico de Inês de Castro da sua família.

Um acervo com grande significado, que reúne obras do século XVII, XVIII e XIX até à atualidade, “com a preocupação de ter uma transversalidade bibliográfica, inclusive coisas portuguesas e estrangeiras”, salienta o alcobacense.

Além da bibliografia, também é possível apreciar, na Galeria Conventual, em Alcobaça, em exposição permanente, uma boa parte da iconografia de Inês de Castro. “As várias gravuras são do século XVIII e XIX, grande maioria em bilingue”, salienta. Segundo o historiador, o acervo inesiano da coleção Maria do Céu e Luís Pereira de Sampaio só tem par com o acervo da Fundação Inês de Castro, em Coimbra, sendo por isso riquíssimo e incomparável.

Destacando o gesto de generosidade do historiador, Inês Silva, vice-presidente da Câmara Municipal de Alcobaça, explica que “celebrámos um protocolo de empréstimo desta coleção inesiana”, e adianta que “estão atualmente para consulta 403 livros desta coleção histórica, de grande valor literário e até artístico, pelas capas e por toda a composição dos livros”.

Saiba mais na edição impressa e digital de 29 de dezembro de 2022.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found