Cultura

Património. Professor Leroux divulga memórias dos coutos de Alcobaça de cronista cisterciense

Mockup_Livro_prof_web

“Facetas da vida de Alcobaça que o cronista-mor dos Cistercienses de Portugal, Frei Manuel de Figueiredo, sonhava em ilustrar num livro intitulado História Corográfica da Comarca de Alcobaça, que empreendeu por volta de 1780, mas que nunca chegou a completar, tendo deixado, no entanto, redigidas muitas centenas de páginas ainda inéditas”. É do que trata o novo livro do historiador Gérard Leroux, intitulado “Memórias de várias vilas e terras dos coutos de Alcobaça” e publicado pel’O ALCOA.
O antigo docente da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa explica que, “enquanto elaborava os capítulos da sua obra, Frei Manuel de Figueiredo não parava de procurar documentos e informações”. Assim, a “esses apontamentos acabou por dar o título de ‘Memórias de várias vilas e terras dos coutos de Alcobaça’; são essas páginas, de dimensões muito mais modestas que as da História Corográfica, que dão origem a este livro”, contextualiza. Registo que diz respeito, exclusivamente, à região de Alcobaça.

 

Saiba mais na edição impressa e digital de 19 de agosto de 2020.

Outras notícias em Cultura