Realidade virtual versus realidade aumentada

Realidade virtual e realidade aumentada são dois termos que se ouvem frequentemente. Apesar de terem nomes parecidos, são dois conceitos bem diferentes. Quer entender melhor as diferenças? Vamos lá!
A ‘realidade aumentada’ é a integração de elementos ou informações virtuais no mundo real. A sua origem remonta a 1950, com o realizador Morton Heilig, que desenvolveu o sensorama, uma tecnologia que dava aos filmes novas sensações: o espetador via imagens de ângulos diferentes, com som estéreo, aromas e cheiros. Tudo isso “aumentava” a experiência – daí o nome “realidade aumentada”. Hoje em dia, várias aplicações e jogos utilizam este meio, recorrendo à câmara dos smartphones para divertimento, através de filtros ou adicionando personagens virtuais no interior, por exemplo, de um museu. Estudos existem para que, no futuro, seja possível os carros serem equipados com esta tecnologia, para receberem informações de trânsito diretamente no para-brisas.

 
Saiba mais na edição impressa e digital de 1 de outubro de 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos
WhatsApp Image 2024-06-03 at 12.09.27

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found