Região. Corpo de Deus regressou à rua em procissão

A procissão da Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo, popularmente conhecida como Corpo de Deus, regressou às ruas após dois anos de interrupção devido à pandemia.
Em Coz, a festa “preparada pela Confraria do Santíssimo Sacramento da Freguesia de Coz tem um enorme carinho na comunidade”, explicou a’O ALCOA o Padre José Dionísio, pároco da freguesia. A festa, cuja preparação teve início a 12 de junho, com um período de adoração do Santíssimo Sacramento, culminou a 16 de junho com a procissão. “Após a interrupção, notou-se uma grande vontade por este reviver” da festa e, apesar de haver menos gente, “foi muito reconfortante e sentida”, refere o sacerdote. O mesmo entendimento tem José Augusto Carvalho, presidente da Confraria do Santíssimo Sacramento de Coz: “tivemos efetivamente menos participação, mas é natural e coincide ao que temos sentido na Igreja, devido à Covid-19”. O responsável congratula-se com o empenho de toda a comunidade: “numa alegria de querer muito fazer, contornámos a escassez de matéria-prima” e com engenho e arte “fizemos um tapete de flores, quase sem flores”.

Foi também com um sentimento forte, misturado com a alegria de se voltar a realizar, que a procissão do Corpo de Deus percorreu, a 16 de junho, as ruas do centro histórico de Alcobaça.

Conforme expressou a’O ALCOA Delfina Moitas da comissão organizadora, “toda a gente aderiu com o maior empenho e fé”, sentindo-se “essa vontade pelo retorno da celebração”.

Saiba mais na edição impressa e digital de 23 de junho de 2022.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found