Ambiente. Turquelense recolhe lixo junto às estradas da região

Garrafas de vidro, plástico, papel, cartão, raspadinhas, latas de metal, materiais de ferro, arames, fios, parafusos, fraldas de bebés, lenços de papel, toalhetes, maços de tabaco, beatas de cigarros, máscaras de proteção à COVID-19, pneus de carro, pedaços de esferovite, peças de calçado e vestuário e sacos de plástico com resíduos. Estes e outros detritos são recolhidos pelo turquelense Paulo Carvalho, de 55 anos, nas estradas da região.

A’O ALCOA, o segurança do Tribunal de Alcobaça e árbitro de hóquei em patins da 1.ª divisão conta que “desde pequeno sempre primei pela limpeza e higiene urbana”, pelo “civismo e o respeito pela natureza”. Desde dessa altura, Paulo Carvalho não conseguia aceitar que “estejamos a contaminar as terras e águas, que tanta falta fazem para a nossa sobrevivência”. Apercebeu-se que tinha de agir e, por isso, começou a recolher os resíduos, a separar e reciclar. Uma “luta diária e, por vezes, cansativa; algo que não tem fim”, lamenta o turquelense. Apesar do trabalho no tribunal, de dez horas diárias, e das “imensas viagens em prol dos jogos”, Paulo Carvalho dedica “várias horas a esta nobre causa do ambiente”.

“A quantidade de resíduos é muitíssima, sinal claro de que as pessoas colocam cada vez mais resíduos para o chão”, alerta.

Saiba mais na edição impressa e digital de 17 de fevereiro de 2022.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found