Opinião

Banner_CarlosBonifacio

Apontamentos políticos

Estradas
Na última Assembleia Municipal depois de várias intervenções sobre o estado de degradação da estrada entre Pataias e Alcobaça que como se sabe atravessa dois municípios (Alcobaça/Nazaré) e como tal de difícil entendimento para a sua reparação, o Presidente da Câmara apresentou uma solução muito “criativa”. Entende que a estrada pode ser entregue ao Estado para este fazer a conservação. Contudo, o Estado nos últimos anos tem feito precisamente o contrário, ou seja, (procura libertar-se de tudo o que tem encargos) repara primeiro as estradas nacionais (por exigência das autarquias), depois desclassifica-as e entrega-as às Câmaras. Pois então, se o Estado levar à letra a proposta e aceitar a estrada, o que é utopia, vai exigir primeiro que a estrada seja reparada antes de a aceitar, e então, como é óbvio, fica tudo na mesma…

IMI
Votei no inicio do mandato contra a manutenção das taxas do Imposto Municipal de Imóveis para 2014, não o fiz por teimosia porque quero ser do contra. Fi-lo por respeito aos compromissos estabelecidos em campanha, porque tinha a convicção de que havia margem para fazer uma descida deste imposto, sem colocar em causa a sustentabilidade do Município. Procurei sensibilizar a Câmara afirmando que havia margem para uma redução ainda que ligeira e que iria abranger os munícipes com menos recursos e seria uma medida de caracter social importante à semelhança do que acontece com alguns concelhos vizinhos. O tempo acabou por me dar razão, apurados os valores de 2013, a receita deste imposto voltou a registar um forte aumento. O Município recebeu mais 600 mil euros em relação a 2012, este aumento é fruto da reavaliação dos prédios e do fim das isenções. Mais uma vez ignoraram as minhas observações e com o apoio do Partido Socialista que até aqui era defensor de uma redução, mas que agora se transformou no aliado natural desta Câmara, viabilizaram a manutenção das taxas. Com esta decisão quem ficou a perder foram os munícipes. Nesta como noutras matérias não me desvio um milímetro dos compromissos estabelecidos.

Comentários (2)

  • José ferreira - 23 de Janeiro de 2014, 23:22

    E extraordinário que após anos como vice presidente agora e que tenha vontade de baixar o imi, tenha decoro!

    • Carlos Bonifácio - 31 de Janeiro de 2014, 19:49

      Sr. José Ferreira, se tiver o cuidado de ler o meu compromisso eleitoral, vai ver que estava lá esta proposta. Limitei-me a ser coerente com o que defendi em campanha eleitoral. Os resultados apurados em 2013 vieram provar que tinha razão, o Município recebeu mais de 600 mil euros em relação a 2012, tudo isto fruto das reavaliações dos prédios antigos que foram feitas em 2011/2012, foi por esta razão que propus a descida. De que mais posso ser acusado?

Outras notícias em Opinião

  • A força de um discurso

    Notável peça de oratória. O discurso do Cardeal D. Tolentino Mendonça, no dia 10 deste mês, tem de tudo: história, filosofia, poesia, teologia… Já tive…

  • Extraordinários. Basílio Martins

    Neste 2020, em cada edição, pessoas extraordinárias em algum aspeto da sua vida, com ligação à nossa região. “O meu general”. Assim lhe chamava o…

  • Recomeço das missas em comunidade presencial

    Depois de todo este tempo em confinamento, durante o qual estivemos privados do acesso direto à Sagrada Eucaristia, todos celebrámos, com muita expectativa, a possibilidade…

  • Consultório de Psicologia

    Tenho filhos em idade escolar que precisam de apoio ao estudo. Como posso apoiá-los de uma forma eficaz? Caro leitor, cara leitora, As crianças são…

  • Os Choctaw e a Covid

    A tribo dos índios Choctaw é a terceira maior tribo de índios norte-americanos, logo depois das tribos Cherokee e Navajo. Entre os anos 1830 e…

  • Joana do Mar

    Isolamento… Quarentena… Distância… Palavras estas mencionadas tantas vezes recentemente, mas que na realidade fazem parte da vida de emigrantes. O meu nome é Joana do…

  • Tempos conturbados e a política do momento

    Caro/a Munícipe, Não estamos a viver num período de normalidade politica e a potencialidade libertadora da internet e da democracia soam um pouco a ingenuidade,…

  • Extraordinários. Joaquim Augusto de Carvalho

    Neste 2020, em cada edição, pessoas extraordinárias em algum aspeto da sua vida, com ligação à nossa região. Quando podem chegar a Portugal, se aprovado…

  • Afinal o que é a “dieta”?

    Diariamente as pessoas colocam a palavra dieta no seu discurso. Dieta para aqui, dieta para ali! Dieta disto, dieta daquilo! Certamente já ouviu a expressão:…

  • O futuro das coletividades durante e pós pandemia

    É nesta altura que todos temos que refletir sobre o estado e o futuro das nossas coletividades que sempre desempenharam um papel importantíssimo nas freguesias…