Opinião

Banner_AcacioBarbosaMANDATARIO

Avaliar e decidir

As eleições do próximo domingo são determinantes para o futuro do concelho de Alcobaça.
A avaliação dos últimos quatro anos de governação do concelho, quando se prometeram dinâmicas novas, será feita agora nestas eleições. Porque escolher pessoas e equipas para liderar os próximos quatro anos é, também, um momento de reflexão sobre aquilo que foi prometido e o que foi concretizado; porque optar por projetos e ideias é, ainda, ter presente que com pouco é possível fazer e concretizar obra.
O mandato autárquico que ora termina foi de desilusão para quem acreditou numa nova dinâmica para o concelho. Assistimos a uma desorientação, comandada pelo improviso, com maus resultados. Com o argumento dos parcos recursos financeiros, o concelho de Alcobaça, pela mão de uma maioria na Câmara Municipal, sofreu com a falta de ideias, pelos conflitos, demissões, acusações e pela ausência de uma estratégia clara. Estratégia que, na prática, colocasse um rumo num concelho de enormes potencialidades. Rumo que, mesmo não podendo ser alcançado em quatro anos, perspetivasse uma orientação definida e fosse capaz de inverter o caminho descendente que o concelho percorre há anos.
As promessas de hoje são as promessas de há quatro anos.
No próximo domingo surge outra oportunidade, conferida pela democracia, para alterar tal estado das coisas.
As listas do Partido Socialista, pelas quais sou mandatário e candidato à Assembleia Municipal, apresentam-se como verdadeira alternativa a estes quatro anos de desilusão. Os homens e mulheres que compõem as listas do PS, certos dos tempos difíceis que atravessamos e do papel da política e dos políticos, não tomam o trigo pelo joio. Acreditam que é possível fazer diferente. Com seriedade, honestidade e empenho. Acreditam que não bastam palavras de circunstância. E têm consciência que a vontade de um concelho e o voto de cada um pode fazer toda a diferença. E querem, com a confiança que neles for depositada, contribuir decisivamente para um concelho moderno, onde as pessoas contam e são o objetivo último da política. Com transparência, dedicação e rigor.

Outras notícias em Opinião

  • As sementes na sua dieta

    O equilíbrio é extremamente importante na dieta diária, bem como o fraccionamento e a diversidade. As sementes são uma opção uma vez que conferem diversidade,…

  • Extraordinários. Manuel Castelhano

    Neste 2020, em cada edição, pessoas extraordinárias em algum aspeto da sua vida, com ligação à nossa região. Exalte-se a boa gestão, numa semana em…

  • Vinho contribui para o pão de um milhão de portugueses

    Na agricultura alcobacense de há sessenta e tal anos, não havia semana-inglesa, muito menos americana, que seria considerada uma modernice, sem viabilidade. Só não se…

  • Uma figura que emerge

    O Alcoa noticiou, na última edição, que o novo presidente da CEP (Conferência Episcopal Portuguesa) é o bispo de Setúbal, D. José Ornelas. Tendo tomado…

  • A força de um discurso

    Notável peça de oratória. O discurso do Cardeal D. Tolentino Mendonça, no dia 10 deste mês, tem de tudo: história, filosofia, poesia, teologia… Já tive…

  • Extraordinários. Basílio Martins

    Neste 2020, em cada edição, pessoas extraordinárias em algum aspeto da sua vida, com ligação à nossa região. “O meu general”. Assim lhe chamava o…

  • Recomeço das missas em comunidade presencial

    Depois de todo este tempo em confinamento, durante o qual estivemos privados do acesso direto à Sagrada Eucaristia, todos celebrámos, com muita expectativa, a possibilidade…

  • Consultório de Psicologia

    Tenho filhos em idade escolar que precisam de apoio ao estudo. Como posso apoiá-los de uma forma eficaz? Caro leitor, cara leitora, As crianças são…

  • Os Choctaw e a Covid

    A tribo dos índios Choctaw é a terceira maior tribo de índios norte-americanos, logo depois das tribos Cherokee e Navajo. Entre os anos 1830 e…

  • Joana do Mar

    Isolamento… Quarentena… Distância… Palavras estas mencionadas tantas vezes recentemente, mas que na realidade fazem parte da vida de emigrantes. O meu nome é Joana do…