Atual

Cistermúsica entra na reta final com sete concertos em cinco dias

À entrada do penúltimo fim de semana do Cistermúsica, o festival começa agora a concentrar todas as suas forças finais na Programação Principal e oferece já a partir de hoje, dia 16 de julho, quarta-feira, na Igreja Matriz de Évora de Alcobaça, às 21h30, o primeiro de três Recitais de Flautas pelo IncertusTrio, vencedores do 1ºPrémio da Categoria Júnior do III Concurso Internacional de Música de Câmara “Cidade de Alcobaça” (CIMCA), proposta que se repete no dia seguinte, 17 de julho, quinta-feira, à mesma hora, na Igreja Matriz de Pataias e finalmente a 18 de julho, sexta-feira, às 18h00, no Forte de São Miguel Arcanjo na Nazaré.

IncertusTriosite

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nesse mesmo dia, às 21h30, o Teatro O Bando vai colocar ainda “Alcobaça de Quarentena” no Cine-Teatro de Alcobaça – João d’Oliva Monteiro com um Concerto Encenado que surge de um texto de criação coletiva construído partir das palavras de António José da silva, Fernando Dacosta e Miguel Jesus, espetáculo que contará em palco com uma orquestra de 16 músicos, encenação de Nicolas Brites, direção musical de Jorge Salgueiro e a presença dos atores Nicolas Brites, Susana Blazer e Joana Manaças.

 

Se até aqui a agenda promete ser intensa, o sábado seguinte não o será menos, com o festival a renovar, à semelhança do ano passado, a rubrica NonStop onde entrarão em cena um par de ensembles de percussão que explorarão, mais uma vez, vários espaços do Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça durante a noite de 19 de julho.

São eles:

FussioPercussionDuosite

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

o Fussion Percussion Duo (Espanha), a partir das 21h00, e o Pulsat Percussion Group, às 23h00, formações que garantiram a sua presença no Cistermúsica após vencerem o 2º Prémio ex-aequo da Categoria Sénior na última edição do CIMCA.

PulsatPercussionGroupsite

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Hopkinson Smith

 

 

A terminar o fim de semana, o norte-americano Hopkinson Smith, artista a quem já chamaram “mestre dos mestres, máximo intérprete da música para alaúde de antiga Europa Mediterrânea”, estreia no festival um Recital de Tiorba que decorrerá igualmente na Sala do Capítulo do Mosteiro de Alcobaça, domingo, 20 de julho, às 19h00, interpretando as “Suites BWV 1007 – 1009” de Johann Sebastian Bach, em mais uma co-produção com o Festival de Música do Estoril.

 

Outras notícias em Atual