Cuidados paliativos. Dar alívio ao sofrimento e promover a dignidade até ao final da vida

Catarina Reis
Jornalista

“Cuidados que olham a pessoa no seu todo e não apenas para a sua doença, com impacto positivo não só no doente, mas também na família que o rodeia, apoiando-a inclusive no apoio ao luto”. É desta forma que Isabel Semeão, da Equipa Intra Hospitalar de Suporte em Cuidados Paliativos, do Centro Hospitalar de Leiria, explica os cuidados paliativos.
Enfermeira há quase 27 anos, com Mestrado em Cuidados Paliativos e especialista na área de Enfermagem à Pessoa em Situação Paliativa, desde sempre que o cuidar em fim de vida lhe despertou “uma atenção especial” pela “necessidade de procurar fazer o melhor pelas pessoas doentes e suas famílias, em situação de doença grave, por vezes incurável e quase sempre em grande sofrimento”.
Reconhecidos como um direito humano, a profissional destaca “que devem ser garantidos cuidados paliativos de qualidade, prestados por pessoas qualificadas, de acordo com a complexidade da situação clínica e com os meios clínicos e sociais necessários”. A enfermeira aponta como maiores dificuldades a falta de recursos humanos e a ideia de que estes cuidados se destinam apenas a quem está no fim de vida. Existindo na região de Leiria cerca de 2.399 pessoas com estas necessidades, “não significa de todo que estejam a morrer ou nos últimos dias ou horas”, reforça a enfermeira. “Perante uma doença grave e/ou crónica e progressiva, que causa sofrimento, os cuidados paliativos têm uma intervenção diferenciadora e importante” através de “cuidados rigorosos, especializados e humanizados” desde “o momento do diagnóstico, promovendo o conforto e aliviando o sofrimento, ajudando a viver”, explica Isabel Semeão.

Saiba mais na edição impressa e digital de 15 de abril de 2021.

Catarina Reis
Jornalista

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Candidaturas abertas

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

Porto de Mós. O projeto do baile dos pastorinhos

08 Mai | Sáb | 09:00

Leiria. O festival de música

15 Mai | Sáb | 19:30

Teatro José Lúcio da Sílvia, Leiria

Porto de Mós. Caminhada nas Minas da Bezerra e Serra da Pevide

08 Mai | Sáb | 09:30

Serra de Aire e Candeeiros, Porto de Mós

Caldas da Rainha. A exposição da ESAD

06 Mai | Qui | 09:00

ESAD, Caldas da Rainha

Leiria. Conferências de saúde, de economia e de ambiente

05 Mai | Qua | 14:30

Teatro Miguel Franco, Leiria

Alcobaça. Biblioteca convida à conversa com…

10 Abr | Sáb | 11:00

online