Curiosidade dos alunos é o motor do novo projeto educativo

Na tarde de aulas do 1º ano da Escola Básica (EB1) do Carvalhal de Aljubarrota, constroem-se muros, levantam-se paredes, desenham-se alçados. A “Minha Casa” é o tema escolhido pelos alunos para abrir o segundo período.
A sala está agitada ao início da tarde. A professora constitui o ponto de suporte, alguém a quem se pode recorrer quando necessário, mas a construção deste novo projeto educativo, garantem as docentes, alicerça-se na curiosidade das crianças.
Catarina Jesus, professora da turma de 26 alunos que frequentam pela primeira vez a escola, garante que o cenário que agora se verifica seria “impossível em setembro”. Desde o início do ano letivo, a escola do Carvalhal de Aljubarrota trabalha com os alunos num modelo de ensino inspirado no movimento Escola Moderna, que dedica três tardes por semana a projetos individuais ou em grupo. Uma metodologia aplicada ao ensino do Estudo do Meio, mas que passa por outras áreas da aprendizagem.

 

(Saiba mais na edição em papel e digital de 26 de janeiro de 2017)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

PRIMEIRA PÁGINA

PUBLICIDADE

Publicidade-donativos

NOTÍCIAS RECENTES

AGENDA CULTURAL

No data was found