Educação

Deficiência. Interrupção de aulas e quarentena são mais penosas para algumas crianças e pais

Daniela Sousa (2)

Segundos dados do Ministério da Educação, existem em Portugal mais de 80 mil crianças e jovens com necessidades educativas especiais: desde casos menos complexos, como dislexias, défice de atenção ou atrasos ligeiros, até situações bastante complicadas, como alunos com deficiências profundas. Alunos que precisam de um maior acompanhamento escolar, o que, com o ensino à distância, se torna ainda mais difícil.
No Centro Escolar de Alcobaça, são 21 as crianças nessa situação. Daniela Sousa, de 10 anos, é uma delas. Sofre de cromossomopatia complexa.

 

 

Saiba mais na edição impressa e digital de 16 de abril de 2020.

 

Outras notícias em Educação