Memória

Fonte da Vila de Turquel

recordando-fontedavilaturquelsite

A Fonte da Vila fica a 450 metros do centro de Turquel e a 500 metros do edifício sede da junta de freguesia. Esta trata-se de um chafariz antigo pois já dele fazem referência a carta de povoação, datada de 1314, e o foral da Vila de 1514, onde o seu uso era permitido para gente e seus gados. A 4 de novembro de 2012, foi criada a Comissão de Melhoramentos Fonte da Vila. “Não é muito mais que uma página de Facebook”, explica o membro do movimento de cidadãos criado na rede social, Filipe Simão. Segundo o turquelense, “o movimento foi criado porque a Fonte da Vila é um sítio com história que foi deixado incrivelmente ao abandono”. O movimento cívico já organizou três caminhadas, “com participações muito reduzidas”, lamenta o turquelense.
De acordo com dados publicados em livros de José Diogo Ribeiro, a água brotava de dois orifícios de uma fraga, que forma a base da parte posterior de um tanque quadrado, resguardado por uma abóbada de meio círculo, emparedada em 1912, e corria por duas bicas para um bebedouro retangular de cantaria. No inverno, o caudal procedente desta fonte seguia para norte até próximo de Mendalvo, onde se reunia ao rio Baça. A calçada, que liga este chafariz à povoação de Turquel, foi quase toda reconstruída em 1883 com o produto de um bazar promovido por Francisco Rodrigues. Para a obra contribuiu a câmara municipal com um auxílio pecuniário e o povo da freguesia com o respetivo trabalho braçal. A 31 de janeiro de 1937, foram inaugurados em Turquel dois fontanários e um lavadouro coberto, com tanques de lavagem individual, junto à Fonte da Vila. Estas construções foram celebradas por diversas autoridades: o Governador Civil, Mário Vasconcelos; o capitão Silva Mendes; o presidente da Câmara de Alcobaça, Manuel Carolino; o Delegado Escolar Elias Cravo; José Nascimento e Sousa e o engenheiro Tito Lopes, representante dos Melhoramentos Rurais. Ao último se deve a elaboração gratuita dos projetos para o abastecimento de água e a construção do lavadouro, assim como a direção técnica das obras correspondentes.
Cooperaram neste empreendimento o Estado com 45.409$00, a Câmara Municipal de Alcobaça, a Junta de Freguesia de Turquel e todo o povo da freguesia. Em 1982, os fontanários foram ligados à rede de abastecimento de água dos serviços municipalizados, o que fez com que a Fonte da Vila perdesse a importância de outrora.

Outras notícias em Memória